terça-feira, 20 de março de 2012

Ao Ditador... Os Maxixes!

Engasgou-se?! Pois vá se tratar na "revolucionária" Saúde do Maranhão!


Sou nascido e criado em São Luís do Maranhão e, desde que me entendo por gente, o Coronel Bigodudo já dominava estas paragens décadas antes, ampliando gigantescamente o seu poder depois de lamber as botas dos generais na Ditadura Militar e após a sua estada na Presidência (dizem por aqui que o "hômi" bateu tambor e o Coisa-Ruim ajudou no despachamento do Tancredo). Por isso, pelos seus mandos e desmandos, pelo tempo enorme no poder, tanto nacional como maranhense (tirante o finado Jackson Lago, todos os governadores foram seus paus-mandados) e pela gigantesca súcia de asseclas mamando nas tetas maranhenses, o meu Estado é um dos últimos da Federação em números de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), disputando "cabeça a cabeça" com Alagoas pela última posição.

Infelizmente, nosso Mandatário-Mor não concorda com isso: como todo tirano ditatorial, Sarney é vaidoso e gosta de acreditar em suas próprias mentiras - assim, no último dia 05, de forma absurdamente senil, na "coluna" que assina no jornal local de sua propriedade (em tese, ele não poderia possuir meios de comunicação - mas diga isso a ele e à corja que ele presenteou quando da votação dos 5 anos de mandato na Presidência: ACM, Jáder etc.), vejam só os absurdos que o insano politiqueiro teve o desplante de publicar:

Nós estávamos numa situação precária e atrás de muitos estados do Brasil, mas agora, com o programa Saúde é Vida, do governo Roseana e o trabalho desenvolvido pelo secretário Ricardo Murad, nossa situação inverteu-se e passamos a ser das melhores unidades da Federação que enfrentam esse difícil problema, que continua a ser a primeira das preocupações do povo.

(...) Por exemplo, repete-se e vai pegando a deslavada mentira que o Maranhão é o estado mais pobre do Brasil. Mede-se a riqueza de um país e um estado pelo PIB, que é a soma de tudo o que se produz e não pelos índices baixos de IDH (...) Nosso desenvolvimento não se restringe somente à capital, mas cobre todo o interior, onde há crescimento e progresso.

Mas como surgiu essa campanha? Um governador que tivemos, cujo nome quero esquecer, para atingir-me, resolveu atingir o Maranhão, desmoralizá-lo nacionalmente e assim jogar nas minhas costas essa mentira e ignomínia. Calculem que com o dinheiro do nosso próprio povo colocamos out-door em todas as capitais do país dizendo: “Maranhão, estado mais pobre do Brasil”. Quando eu vi isto nas avenidas de Brasília chorei de indignação. Isso não se podia fazer com o Maranhão.

Tem sido uma luta imensa reverter essa campanha criminosa. Agora, com o governo Roseana e o prestígio do Maranhão em nível federal, com ministros e grandes políticos, estamos mudando essa mentirosa difamante campanha. Como exemplo, vemos os números da saúde, resultado da construção e funcionamento das UPAS e dos hospitais que estão sendo feitos e inaugurados em todo o Maranhão.

Pra frente Maranhão! Temos orgulho de ti e repudiamos essas bocas malditas.

Bravo: nem nos anos de chumbo o Brasil viu frases feitas mais pérfidas! O Maranhão é esplêndido! Quem prejudicou o Estado foi a "traição" de José Reinaldo Tavares (governador mencionado no texto, que rompeu com o Dito-Cujo e se aliou à oposição, apoiando Jackson)! E quem não aplaude esta aberração fascista da Famiglia Sarney é contra o Maranhão (mais nazi-fascista, impossível!) - tal como no dizer de Magno Bacelar PMDB), lacaio... digo, vice-líder do Governo na Assembleia, para quem a oposição, quando critica a "Revolução na Saúde" promovida por Roseana Sarney, só tem intenção de denegrir com politicagem o "excelente" trabalho da governadora:

“Aqui, no Maranhão, quando se tem uma governadora que tem um secretário que é um colega nosso, deputado que resolveu os problemas de saúde do nosso Estado, a oposição deveria ficar silenciosa e bater palma e aplaudir o governo” (...) “É chegada a hora” de dar um basta exatamente nessa politicagem que não resolve o problema do nosso povo. O que resolve, sim. é trabalhar e esse trabalho com determinação vem sendo feito pela nossa governadora Roseana Sarney”, de acordo com Bacelar.

Tudo isto porque, durante vistoria nas unidades de saúde de várias cidades do interior, os deputados federais Domingos Dutra (figura quase lendária da Política local por algumas extravagâncias necessárias, da facção mais radical do PT maranhense que não se vendeu ao PMDB) e Simplício Araújo encontraram jumentos, cães, gatos e muito mato (inclusive plantações de maxixe, melancia e feijão), além da óbvia e completa precariedade das estruturas físicas dos hospitais visitados - os mesmos da tal "Revolução" prometida por Roseana, que construiria 72 hospitais (um absurdo de promessa!) e, até agora, das pouquíssimas unidades entregues (muitas delas UPAs, do Governo Federal, a preços muito maiores), muitas ou não funcionam a contento (falta de profissionais, equipamentos etc.) ou mesmo restam abandonadas, servindo de abrigo para animais e plantas (algumas mesmo sem nenhuma vigilância). Detalhe: depois das denúncias e das consequentes repercussões, Roseana apressou-se em entregar mais UPAs (frise-se: do Governo Federal) e alguns poucos hospitais de pequeno e médio porte do jeito que pôde, não sem o uso do bom e velho sensacionalismo absurdo...

Enquanto tantos maranhenses ainda são transportados de maneira precária à procura de médicos ou leitos em longas peregrinações pelos interiores (e mesmo na Capital), no Reino Encantado da Publicidade milionária (Roseana gastou mais de R$ 10 milhões com o carnaval da Beija-Flor e com "investimentos culturais" duvidosos nalgumas cidades maranhenses, afora os R$ 6,5 milhões com Duda Mendonça para a divulgação, em propagandas caríssimas, dos "avanços na saúde" no Estado - tudo com retorno certo para os cofres do próprio Sistema Mirante, da Famiglia), a governadora vem falar de hospitais faraônicos e numa saúde de primeiro mundo...

Mas nem o tambor mais poderoso sustentará vivo o Faraó Maranhense para sempre: da mesma forma, senador amapaense e eterno presidente do Maranhão, que, do alto das suas pirâmides, mais de quatro décadas vos contemplam, grandes impérios sempre terão suas quedas e, com a sua, haverão de cair também as mordaças contra as devidas divulgações sobre seus filhos e "afilhados", bem como as togas corruptas que sustentam seus desmandos e os jornais que divulgam suas vaidosas "verdades" haverão de ruir como pó... Não, aqui não se trata de nenhuma "praga do Egito" sendo rogada a ninguém, mas só e tão somente uma constatação! Afinal, o eterno dublê de escritor e marimbondo da Literatura ruim não sempre admirou o nosso majestoso e inigualável Machado de Assis? Pois já é hora de sentir o peso da idade e aposentar-se (de preferência, tratando-se diretamente na tão avançada Saúde do Estado!), pois, bem pior que as pessimistas batatas machadianas herdadas pelo vencedor, no Maranhão a coisa começa a ficar diferente: ao ditador, em breve, só restarão... os maxixes!

|

11 comentários:

cineboy on 21 de março de 2012 01:25 disse...

dói morar aqui... sofre-se por se estar diante de tanta crueldade. eu me sinto em serra leoa ou mianma. deus já morreu faz tempo por essas paragens e o demônio tomou conta a muito tempo. e crescemos economicamente apesar de tudo isso,ou justamente por isso. repito dói demais ultimamente... talvez esteja chegando na idade da reflexão e da constatação. do que? de que não tem jeito. somos assim e devemos sofrer por sermos assim. somos idiotas,especialmente em tentar abrir as mentes dos outros por aqui, e só nos resta curtir essa dor.

Miguel S. G. Chammas on 22 de março de 2012 11:09 disse...

Dilberto meu amigo,
No gozo de meus 72 abacaxis, já vi e revi todas as patuscadas políticas, imagináveis ou não.
Sou da opinião que o nosso Brasil, como diria Milor Fernandes, é feito da mais pura cortiça.
Assim sendo, os politicos e os corruptos têm o maior trabalho em tentar afunda-lo nesse mar de lama, e ele, Brasil, permanece impávido, seguindo sua odisséia.
Confesso, tenho nojo de políticos e da política, e me abstenho de conviver ou me atualizar sobre eles.
Basta!
No fim da minha estada neste plano, quero mais viver amenidades, embora essas também são efemeras e quase impossíveis.
Que fazer?
Esperar, resignado, o fim.....

ANTONIO NAHUD JÚNIOR on 22 de março de 2012 20:44 disse...

Jogou duro! Sei como é que é. Tivemos ACM na Bahia durante intermináveis décadas.

O Falcão Maltês

Ruby on 23 de março de 2012 21:28 disse...

Meus avós já falavam do bigodudo desde quando eu era uma tenra criancinha. Meus avós partiram e ele continua reinando. E vai ta aí pra comemorar os 400 anos de puro atraso dum estado que poderia ter uma história melhor, afinal os anos nos quais o progresso deveria alavancar são justamentos os anos em que ele sentou no trono e não sai nem com reza, como se dizia antigamente. Teu texto-denúncia-desabafo descortina toda essa podridão mascarada pelas propagandas do governo, o faz-de-conta que tá tudo às mil maravilhas, que a moça tá trabalhando. O que mais nos doi, Dilberto é a pergunta: até quando essa monarquia vai durar? Pobre de nós!

Luci on 24 de março de 2012 12:46 disse...

coronel... patente máxima do (des)mando, não é?
não sei pq, mas me veio a lembrança do Idi Amim - talvez uma associação de ideias, sei lá, pelos desmandos que atinge muitos.
bj

Jota Effe Esse on 24 de março de 2012 13:46 disse...

Pobre da governadora Roseana, que construiu um um hospital-maternidade para jumentas buchudas darem à luz seus filhotes, e tem que toletar um Dilberto, que insiste em mostrar o lado podre da governadora. Assim o Maranhão não sai da lama! Meu abraço.

Anunciação on 24 de março de 2012 23:11 disse...

Quando havia ainda gente boa,como eu,escutando os discursos e acreditando nas mentiras dele,minha mãe(somente com o primário na bagagem)dizia:Não se enganem!Esse homem tem a "bosta quente",não vale um tostão furado.Não sei até hoje o significado do termo,mas pelo jeito não é coisa boa mesmo.:(
Adendo na minha vida particular e profissional:Me vi obrigada a pedir aposentadoria proporcional pq estava pagando p trabalhar;morando no Turu,pedi p ficar na Vila Luizão e me colocaram no PAM Diamante no Centro da cidade.Isso é exemplo de administração.Sinceramente,torço muito por minha terra,mas sem esperanças.

Marcos Rosa on 25 de março de 2012 10:19 disse...

O coronel daqui (ACM) já joga cartas com o capeta faz alguns anos, e sua família não conseguirá vencer mais (espero) nem eleição para vereador. Infelizmente temos que concordar em uma coisa: é o povo que vota nestes parasitas.

Claudinha ੴ on 25 de março de 2012 10:59 disse...

É Dil, esse povo metido a coronel de antigamente tira o sangue do povo e manda e desmanda. O que mais chateia é que o povo ainda vota! O que justifica isso? Cegueira, magia? Por isso não gosto de política... Um beijo!

Mirze Souza on 25 de março de 2012 11:03 disse...

Não tem jeito. Nem com outra ditadura.

Anraços

Mirze

Dilberto L. Rosa on 25 de março de 2012 11:06 disse...

Marcos e Cláudia: apesar de,no Maranhão, ainda existir quem defenda tais mentecaptos, acreditem, são eles muito poucos diante do número de votos apresentado. Como explicar: voto de cabresto descarado, compras milionárias de prefeitos (e, consequentemente, de votos) e Judiciário nas mãos. Tanto que, quando saíram do poder, perderam as eleições (não tinham mais a máquina por trás de suas tramas), porém, ainda assim, voltaram devido ao poderio nacional do velho Bigodudo (com força nos tribunais superiores)! Uma lástima... Mas que está perto do seu fim, com a ida para as profundas do velho, já, já

 

Google+ Followers

+ voam pra cá

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem linkou

Twingly Blog Search http://osmorcegos.blogspot.com/ Search results for “http://osmorcegos.blogspot.com/”
eXTReMe Tracker
Clicky Web AnalyticsBlogBlogs Join My Community at MyBloglog!Personal Blogs - BlogCatalog Blog Directory

Outras cavernas

luzdeluma st Code is Copyright © 2009 FreshBrown is Designed by Simran