sábado, 31 de dezembro de 2016

Adeus, Estrelas...


Ontem e hoje: amor para além da vida... E das estrelas...

Eu começava a escrever o que seria a última postagem do ano (a anterior a esta, sobre Rogue One, Caça-Fantasmas, remakes reboots), quando soube que a querida atriz Carrie Fisher sofrera uma ataque cardíaco durante uma viagem de avião. Assustei-me, especialmente quando informaram que seu estado era grave... – Mas ela só tem 60 anos... – pensei – Ela haverá de se recuperar e voltar à ativa logo, logo... E, não negando as raízes, terminei meus pensamentos-preces com um – A Força é poderosa nessa jovem...  Restava uma esperança: afinal, ela era a mais jovem do elenco original de Guerra nas Estrelas, e somente os já idosos à época Peter Cushing (Grand Morf Tarking) e Sir. Alec Guiness (Obi-Wan Kenobi), juntamente a Kenny Baker (R2-D2, que sofreu um infarto em agosto deste ano), já faleceram – todo o restante do elenco, incluindo a voz e o corpo de Darth Vader (o ainda na ativa James Earl Jones e o já aposentado David Prowse, respectivamente), seguem firmes, apesar das idades já avançadas entre as casas dos 70 e 80 anos (a não ser pelo segundo mais jovem, o Mark "Luke Skywalker" Hamill, atualmente com seus 65)!

Infelizmente, para a minha dura surpresa, enquanto ainda escrevia a tal postagem – ficando longa, muitas ideais a concatenar, vou fazendo aos poucos... , leio na internet que a Carrie se fora... Sem brincadeira alguma, senti uma espécie de "distúrbio na Força", algo no peito me doía mais do que a perda de uma grande artista, de uma grande mulher (muito mais que a Princesa Leia, além de atriz, foi também uma grande escritora e ativista): talvez por ter sido tão representativa para toda uma geração nerd em nascimento nos longínquos anos 80, senti como se milhões de corações lamentassem juntos aquela perda... Mas também foi inevitável não pensar na sua igualmente famosa mãe, a grande atriz Debbie Reynolds: – Coitada da Debbie... Se já deve ser um pesadelo para uma mãe enterrar uma filha, o que dizer de alguém com mais de 80 anos... Porque o Cinema é mesmo assim: faz com que nos lembremos dos sentimentos de alguém como se fosse bem próximo, embora esse alguém jamais nos tenha visto do lado de cá da tela... 

E então, quando já pronto para publicar a superpostagem final do ano – 9 parágrafos; mesmo tão longa, acho que ficou bacana... , no dia seguinte, uma surpresa ainda mais dura e doída: Debbie falecera! E eu, igualmente fã das duas – da mãe, desde a primeira vez que vi Cantando na Chuva; da filha, desde que vi Guerra nas Estrelas (no tempo que ainda em se chamava assim, em 1988), fiquei duplamente chocado, especialmente depois de ter pensado sobre isso um dia antes – parece que Debbie, realmente, não aguentou ficar longe da filha amada e um AVC a levou (ou, de acordo com Todd Fisher, praticamente "uniu-se com a Força", simplesmente fechando os olhos e "desaparecendo" magicamente como a Estrela que sempre foi)... Não havia como não me lembrar de outra despedida dupla igualmente triste e cinematográfica, no caso, Federico Fellini e Giulietta Masina: ele, o cineasta de outro mundo, foi-se; ela, maior atriz e companheira da longa estrada, inconsolável, acompanhou-o alguns meses depois... Doeu, de verdade, ontem, assim como hoje: sigam em paz, Debbie e Carrie, o Cinema ficou muito mais triste sem suas alegrias...

E assim, ainda chateado com o "Jornalismo" que se fez em torno de tudo isso – como uns pontuais metidos a engraçadinhos, que, sem graça, sem momento, sem local e sem noção, fizeram "piada" ridícula e de mau gosto envolvendo personagens sagrados para tanta gente (enquanto o verdadeiro Chewbacca, Peter Mayhew, referiu-se a Carrie Fisher de maneira muito mais bonita, digna e poética) –, os Morcegos ganhavam ao invés de apenas uma postagem especial de fim de ano, duas: a sobre Rogue One (coincidentemente, a respeito do universo que Carrie marcou tanto, ao ponto de surgir "remoçada" ao final deste, que foi o "filme do ano"); e esta, de despedida, no finalzinho de um ano de tantas perdas para as Artes em Geral (Umberto Eco, David Bowie, Alan Rickman, Ettore Scola, Prince, George Michael, Rubén Aguirre, Anton Yelchin, Bud Spencer, Abbas Kiarostami, Garry Marshall, Gene Wilder, Kenny "R2-D2" Baker, lá fora; Cauby Peixoto, Elke Maravilha, Héctor Babenco, Guilherme Karan, Shaolin, Humberto Magnani, Domingos Montagner, Orival "Fofão" Pessini e Ferreira Gullar por aqui), nossa singela homenagem, em particular, a essas duas estrelas unidas, que voltaram quase juntas para o firmamento...


Carrie, Debbie e Kenny Baker, o ator anão que "interpretava" o robozinho R2-D2, alcançram as estrelas no triste 2016 para as Artes em Geral...
 

Google+ Followers

+ voam pra cá

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem linkou

Twingly Blog Search http://osmorcegos.blogspot.com/ Search results for “http://osmorcegos.blogspot.com/”
eXTReMe Tracker
Clicky Web AnalyticsBlogBlogs Join My Community at MyBloglog!Personal Blogs - BlogCatalog Blog Directory

Outras cavernas

luzdeluma st Code is Copyright © 2009 FreshBrown is Designed by Simran