segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Tempo de Partir...

... E Rodrigo veio aqui em casa e sequer perguntei de seu pai, pela primeira vez... E eu, que criara um personagem de Quadrinhos inspirado em sua figura genial, jamais concluí uma prancheta em tempo de lhe mostrar...


Era um domingo como outro qualquer: de seu já etéreo sofá, ele falou mal do Fluminense com os filhos, fez suas ácidas ironias políticas por sobre este mundo caótico, lanchou perto das 21 horas... Mas quis o Destino levar o amigo, S. Ódon, embora... Ah, essa mais que indesejada eterna, que chega quando menos se espera, quando nem ao menos deu tempo de se dar um último abraço... Entristecido, tão logo soube hoje pela Talitinha desta tão amarga notícia, adiei uma postagem pronta (para o próximo domingo) e passo agora, em homenagem a este sábio homem de família, a reprisar postagem da época em que completou 80 anos, numa bela festa da qual tomei parte (e onde tirei uma foto ao seu lado, que retrocedeu e voltou no tempo, tantas as histórias e as estórias de nossas conversas)...


Um Super-Homem...

Como na canção do velho Paulo Diniz, ele veio de Piripiri ("De acordo com os sábios da língua, que mudaram a grafia primitiva, 'Peripery', para esta atual... Que, em dialeto indígena, originariamente, este nome significa 'capim', o que tem em abundância naquela cidade piauiense..."), peregrinou pelo País até instalar-se em São Luís e edificar uma linda família (que adotei com carinho desde tenra idade, quando dos bate-papos depois da aula com meu amigo exilado carioca Sérgio Roonie): ao amigo Odon Ferreira, você que faz versos, que ama, protesta (merecidamente reconhecido com uma placa pelo seu "Canto do Protesto" da Benedito Leite, onde já passei algumas vezes, de forma curiosa) e, que agora completa 80 anos de uma vida enciclopedicamente rica (ô, memória...) nesta noite cheia de emoções (as palavras do Bob e do próprio anfitrião, a atenção de D. Zenaide, o vídeo de Rodrigo, o novo documentarista da família, com Superman Love Theme ao fundo...) e de iguarias (ah, as delícias da Aleida!)... Segura o homem, que ele vai longe! E segue nossa admiração...

(Dilberto L. Rosa, 23 de setembro de 2008)
|

9 comentários:

Ruby on 8 de fevereiro de 2011 19:40 disse...

Olá Dilberto,
Essa hora é a pior, principamente pros que ficam a chorar e viver de recordações.

Soninha on 8 de fevereiro de 2011 21:02 disse...

Olá, Dilberto!

Felizes os que conseguem cumprir sua missão aqui na Terra e vão embora, deixando estas boas recordações...os bons exemplos...não é mesmo?!
Que Jesus acolha S.Ódon e que ele tenha um despertar bem tranquilo, lá na espiritualidade.
Valeu, Dilberto!
Muita paz! Beijossssssss

Luanna disse...

Olá Dilberto!

A primeira passada de olhos gostei do seu blogger. Arte, cinema e literatura são assuntos que eu aprecio muito, com certeza voltarei aqui com mais calma.
Agora, meio que às pressas por conta do horário, só queria te deixar um "oi". =))

P.S: Realmente existe tempo pra tudo, inclusive, de partir... Que ele descanse em paz!

abraço.

Claudinha ੴ on 9 de fevereiro de 2011 21:08 disse...

Dilberto!
Homenagens e carinho assim me comovem. Bela a foto pelo respeito e admiração que transmitem de sua parte. A vida, esta nossa amiga, um dia chega ao fim. Um dia se vão os sonhos, mas não se apagam as pegadas deixadas nas estradas douradas. estas ficam a perpetuar e celebrar as existências ímpares.
Um beijo comovido!

Jota Effe Esse on 11 de fevereiro de 2011 18:12 disse...

Dilberto, quem teve ou tem um amigo assim, digno dessa homenagem, pode considerar-se uma pessoa feliz. Meu abraço.

miguel on 11 de fevereiro de 2011 20:51 disse...

Dilberto, perdido pela net tropecei no teu blog, gostei muito, cinema e literatura são dois entre os meus assuntos favoritos. Se me permite, vou colocá-lo nos meus favoritos. Quero convidá-lo a visitar nosso blog, escrevo crônicas, será um prazer recebê-lo e ter seu cometário. Grande abraço.

LuCordeiro, on 13 de fevereiro de 2011 20:46 disse...

Dil,amigo,essa roda da vida é doída demais.Felizmente seu amigo teve uma vida rica e fez amigos que ficam com saudade.Mas essa tal "hora de partir"não me agrada nem um pouco.Qdo chegar a minha vez,e espero que demore uns 100 anos,pode saber que ali vai alguém indignado.Como disse Vinícius,se não me engano,referindo-se à criação:"Se foi pra desfazer,por que é que fez?" "Ah - dizem os românticos - foi para outra esfera,para um lugar bem melhor!" Pois eu prefiro ficar por aqui,neste lugar bem pior,e admirar o por-do-sol,pisar na areia da praia,rir e chorar,ver as pessoas andando na rua,beijar meus filhos e gostar de meus amigos internautas ou não.
Sinto muito pelo teu amigo,Dil. E achei linda a tua homenagem.
bjsss

Sergio on 17 de fevereiro de 2011 09:43 disse...

Valeu Dilberto,meu amado amigo!Meu pai adoraria ler essa bela homenagem que você fez a ele.No mais muita tristeza ainda de nós,os filhos,e de minha minha querida mãe.Um grande abraço a obrigado por ter feito essa homenagem.Obrigado pelos muitos anos de amizade linda meu caro!

Rodrigo & Talita disse...

Nosso eterno mestre nos deixará imensurável saudade... Ainda não há muitas forças para encubrir a tristeza, o vazio ainda está a fermentar em nossos corações.
Mas uma certeza é absoluta, nosso mestre teve a vida iluminada e por muitos cobiçada. Podemos apostar sem dúvidas que à ele o paraíso prometido foi realmente destinado.
Obrigado pela lindas palvras e homenagem.
Fica com Deus e forte abraço em todos!

Amigos & Leitores

 

Google+ Followers

+ voam pra cá

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem linkou

Twingly Blog Search http://osmorcegos.blogspot.com/ Search results for “http://osmorcegos.blogspot.com/”
eXTReMe Tracker
Clicky Web AnalyticsBlogBlogs Join My Community at MyBloglog!Personal Blogs - BlogCatalog Blog Directory

Outras cavernas

luzdeluma st Code is Copyright © 2009 FreshBrown is Designed by Simran