segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Que HQ!



Leio quadrinhos antes de dormir
Na luta destemida de tentar fugir
Dos vilões absurdos e incontestáveis
Das horas irresolutas e intermináveis
Do dia que ainda nem começou...

(Dilberto Lima Rosa, 2006)

Quadrinho é arte? Eu considero que seja, sim (a "Nona Arte", como querem alguns). Talvez até uma "subarte", derivada diretamente da Pintura (ou ainda do desenho, derivado desta) ou da Fotografia, mas algo artístico, sem sombra de dúvida! E nem me venha com aquelas tolas premissas de não ser arte em virtude da "vendagem" ou do "tipo de mercado, voltado para crianças", fáceis de derrubar: só considerar que um livro ou um filme também são postos no mercado e vendidos, bem como o número grande de "quadrinhos adultos" ou ainda o grande número de adultos consumidores de Quadrinhos "infantis" ou "infanto-juvenis" - e o maior ou menor grau de qualidade artística envolvida dentro do entretenimento variará conforme o gosto... Ou o dinheiro envolvido!

Will Eisner, gênio falecido há pouco mais de um ano, em produção ativa até quase o fim da vida, foi um bom exemplo disso: presenteou-nos com um herói mascarado, The Spirit, e escreveu (sim, Quadrinhos também podem apresentar fortes doses literárias além das imagens!) e desenhou inúmeras obras-primas, como "No Coração da Tempestade"! E, quanto ao humor de certas tiras, o que dizer de mestres como o argentino Quino, o brasileiro Angeli e o norte-americano Charles Schultz (ou, melhor apresentando, Mafalda, Os Escrotinhos e Snoopy, só para citar alguns exemplos), que desbravaram o comportamento de gerações e ainda hoje são referências para inúmeros estudos? Com certeza, longe de "bobagem para crianças"...

Tudo isso para chegar ao Dia do Quadrinho Nacional (30/01), data que passei a conhecer ontem, graças a um 'email' que recebi: primeiramente, entendi ser uma data nacional para as HQs; só depois é que percebi a vinculação à prata da casa, um dia estabelecido em razão de que, em 30 de janeiro de 1869, tenha sido publicada a primeira História em Quadrinhos em seqüência e com um personagem fixo, no Brasil – As Aventuras de Nhô Quim e Zé Caipora (nove capítulos, pelo traço de Ângelo Agostini).


Então um viva aos quadrinhistas nacionais, esses bravos que lutam com criatividade num mercado altamente competitivo com material de fora: comecei com a turma da Mônica, do Maurício, aos 5 anos; depois conheci a galera da Chiclete com Banana, aos 13; fiquei fã, na juventude, da Graúna do gênio Henfil e dos Piratas do Tietê, do mestre Laerte (bem antes de sua atual e provocadora fase 'crossdresser'); e até hoje curto cartunistas geniais como os Carusos! Embora, no momento, não esteja lendo nenhum brazuca (acabei de ler Deu 'tilt' no Progresso Científico, com o genial moleque Calvin e seu tigre Haroldo, do Bill Waterson, a fraquinha Clic, de Milo Manara, e Palestina Uma Nação Ocupada, de Joe Sacco; agora lendo American Splendor - Bob e Harv Dois Anti-Heróis Americanos, de Harvey Pekar e Robert Crumb), vida longa (e próspera) à HQ nacional – eu mesmo um quadrinhista amador, desenhista "aposentado", já tendo mostrado aqui, em 2007, uma mini-série de 5 episódios, 'O-Soto Gari' Madureira.

Para visualizar meus Quadrinhos, clique aqui para ver todos os 'posts' da época, em ordem decrescente, com uma apresentação para cada capítulo, clicando depois nas imagens para ampliá-las, ou clique diretamente nos 'links' abaixo, com cada página já ampliada:
Página 1
Página 2
Página 3
Página 4
Página Final
|

16 comentários:

Ju B. on 1 de fevereiro de 2011 00:16 disse...

Concordo com vc, também considero quadrinhos uma arte, embora eu conheça bem pouco, admiro esse tipo de trabalho.
A gente vê cada coisa tão linda... as vezes me perco folheando uma HQ e reparando nos minuciosos detalhes. É preciso muito talento pra fazê-las.
Bjs!

LuCordeiro, on 1 de fevereiro de 2011 03:29 disse...

Dil,amigo,considero HQ arte,e é.Pode não estar incluída na hermética categoria das Belas Artes porque é popular,mas não se pode trancafiá-la num gueto próprio.Quem não é artista não consegue criar os Fradins,os Escrotinhos,Snoopy,Garfild,Calvin,e outros tantos.São geniais.Se Henfil não era artista era o quê,então? Não é não? Mas a mentalidade excludente dos "entendidos" em arte faz com que muitas criações sejam relegadas a segundo plano como algo menor.Assim acontece em outras esferas da criação artística:se uma escultura é trabalhada em bronze ou mármore é considerada arte,mas se for feita em papier machè,por exemplo,cai para a categoria de artesanato,mesmo que seja peça única,exclusiva.Fui vítima dessa discriminação qdo quis participar de uma exposição.E nunca vou esquecer. Será que é coisa de país atrasado?Crio que sim pq na Europa os artistas que trabalham com essa técnica são valorizados e não caem para a categoria "artesão".
O que prejudica nosso país é a visão míope dos brasileiros que só admiram o que custa caro,sem enxergar o conteúdo.
Excelente post,amigo,como sempre lúcido.
Bjossss

Thiago Leite on 1 de fevereiro de 2011 09:23 disse...

Particularmente, acho que o Brasil não é muito forte em termos de quadrinhos, mas temos alguns quadrinistas geniais, como o próprio Laerte que você citou.

Ou talvez eu conheça muito pouco das HQs nacionais... talvez o que venha de fora já seja selecionado entre os melhores e eu não conheça o tanto de coisas medíocres que são produzidas nos EUA e na Europa...

Só agora vi sua HQ. Muito boa, você sabe usar bem a linguagem visual dos quadrinhos e ainda inseriu uns easter eggs (a ilustração do cartaz de O Corpo que Cai me chamou particular atenção).

Feliz Dia do Quadrinho Nacional. :)

Batom e poesias on 1 de fevereiro de 2011 16:42 disse...

Minha infância foi permeada pelos gibis de Walt Disney e Mauricio de Souza, e algumas história em quadrinhos que adorava, como Mandrake, Fantasma, Superboy entre outros... Antiga ou não? rs...

Eu amo cartum!!! Principalmente os brasileiros, mas atualmente, meu predileto é Hagar, o horrivel, de Dik Browne. Sou fã número um da Helga.

Não acho HQ uma arte menor.
:)
bjs
Rossana

Ilaine- on 1 de fevereiro de 2011 17:40 disse...

Quanta informação, Dilberto. Eu nunca fui muito HQ, confesso. Mas, quando viajamos para aí, já no aeroporto os meninos adquirem algumas histórias para se divertir enquanto esperam a hora de ir e de chegar. É delicioso sim. E eu então fico me divertindo com eles.

Obrigada pelo comentário carinhoso, lá. Beijo

luluonthesky on 1 de fevereiro de 2011 18:54 disse...

Nem sabia que foi o dia do quadrinho. Gostava mais na infância qdo lia Turma da Mônica.
Big Beijos

LuCordeiro, on 1 de fevereiro de 2011 22:25 disse...

Voltei! Se vc manda eu obedeço.Fazer o quê? E não sei como deixei passar sua HQ qdo vim aqui! Rapaz,muito bom,hein? Desenhista de "mão cheia" que fez uma bela parceria com o Zé Maria.Bela e safadíssima.Adorei! As aventuras do Gari de Madureira mereciam um blog exclusivo.Só para adultos.Com aventuras de outros "penalizados" pelo amor erótico. Rsss... Meu post sobre o assunto Ursão ou Fofuchinha tem algo de universal,ou não? Mas voltando à parceria entre vc e Zé Maria,insisto: pq não criam um blog onde vc possa continuar com suas ilustrações e ele com o enredo? Acho que ficaria fantástico,pelo que vi na amostra grátis.
Bom,fica aqui minha sugestão.Eu seria uma leitora assídua.
bjs,amigo,e parabéns por esse dom.

Celamar Maione on 1 de fevereiro de 2011 22:43 disse...

Dil,

O namorado da Priscila é meio violento. Dei boas risadas. Gostei !!!

Toda criança deveria ler histórias em quadrinhos. Assim a criançada toma gosto pela leitura.

Até hoje eu gosto da Luluzinha e da Turma da Mônica do Maurício de Souza.

Não tenho o menor talento pra desenho. Uma pena. Quem sabe numa outra distante encarnação.

Beijão

Miguel S. G. Chammas on 2 de fevereiro de 2011 06:10 disse...

Dilberto, te ler é receber uma aula de cultura, tão necessária na vida atribulada que hoje nos envolve.
Além de gostar de te ler, gosto da cordial visita que faz ao nosso modesto blog e dos comentários que ali coloca.
Obrigado amigo!

Euza on 2 de fevereiro de 2011 09:22 disse...

Já tive minha fase de HQ's. Como vc, eu dormia lendo quadrinhos. Até hj, sou fã incondicional da Mafalda e da Graúna - talvez pela genialidade do Quino e do Henfil!
Tinha no mundo os blogs um garoto-cartunista muito bom. Perdi o contato com ele, mas seu texto (excelente,como sempre) me fez querer procurá-lo! E lá vou eu!
Beijo!

Hanukká on 2 de fevereiro de 2011 14:54 disse...

Porém Tu, Senhor, És um escudo pra mim, a minha glória, e o que exalta a minha cabeça.
Com a minha voz clamei ao Senhor, e ouviu-me desde o seu santo monte.
Eu me deitei e dormi; acordei, porque o Senhor me sustentou.
SL 3:3-4-5

DEIXO COM ABRAÇO DE PAZ E ALEGRIA DO PAI EM TEU CORAÇÃO.

Magui on 2 de fevereiro de 2011 17:16 disse...

Não deixo de ler as tirinhas dos jornais embora alguns não estejam mais publicando.São criativas e os traços muito bonitos.Eu tinha, até pouco tempo, algumas coleções de várias revistas.Eu até já comentei aqui sobre elas em outro texto seu.Um dia, vendi tudo para um colecionador.Quando ele as viu até chorou , pela raridade.Mereciam estar com quem as ama.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR on 2 de fevereiro de 2011 20:44 disse...

É arte com certeza, Dilberto. É só pensar em Eisner, Crumb, Alex Raymond...
Grato pelas dicas em relação ao post de Connery.
Abração e apareça

www.ofalcaomaltes.blogspot.com


- Acabo de linkar o seu blog.

Camille on 3 de fevereiro de 2011 01:22 disse...

Adorei a poesis. As vezes a ultrapassagem de uma noite pode ser um grande vilão. Perai...morcegos?!!! Insonia? Morcega, muito prazer!
Não sei por que não consigo ler quadrinhos. Fiz varias tentativas, tipo comptrei a antologia da Mafalda, ah vou pegar gosto pela coisa. Nada. Nao gosto da Monica. Minha filha amaaaa. Acho que é o quadradinho. Tenho hipermetropia, acredito que canse a vista. Acho que li todos de Henfil, o fradim, a graúna. Genial. E adorei. Tinha numa agencia que trabahei. Mas aquilo nao era quadrinho, ele fazia desenhos de pagina inteira. Entao minha teoria da vista faz sentido. Fiquei tb muito honrada de ter trabahado com um sr argentino que foi um dos criadores dos super herois Marvel. Embora nao tenha lido dou o maior valor. E claro que quadrinho é arte. E bota arte nisso. Bjos,
Cam

ANTONIO NAHUD JÚNIOR on 4 de fevereiro de 2011 13:15 disse...

Olá, Dilberto, ando pensando numa conexão de comentários entre blogueiros que admiramos. Seria uma forma de incentivar o intercâmbio de idéias, favorecendo a blogsfera cinéfila. A cada post seu eu faria um comentário, e vice-versa. Sempre com sinceridade. O que acha? Vamos iniciar?
Abraço bom,

www.ofalcaomaltes.blogspot.com

Игорь on 5 de fevereiro de 2011 13:35 disse...

Olá Dilberto !!!

Estou surpreso com sua faceta de desenhista . Traço muito bom , uns toques de cinema a amparar uma história muito forte .

Parabéns !!!

abração

Amigos & Leitores

 

Google+ Followers

+ voam pra cá

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem linkou

Twingly Blog Search http://osmorcegos.blogspot.com/ Search results for “http://osmorcegos.blogspot.com/”
eXTReMe Tracker
Clicky Web AnalyticsBlogBlogs Join My Community at MyBloglog!Personal Blogs - BlogCatalog Blog Directory

Outras cavernas

luzdeluma st Code is Copyright © 2009 FreshBrown is Designed by Simran