segunda-feira, 1 de março de 2010

Ventilador


"Rio 40 graus/ Cidade-maravilha purgatório/ Da beleza e do caos"... Assim canta Fernandinha Abreu sobre este caldeirão cosmopolitano banhado de calor tropical de ferveções humanas e culturais... Meus parabéns para esta terra maravilhosa, que tão bem acolhe mesmo os por ela apaixonados vindos de fora e sempre cheia de alegria, como num eterno Musical tupiniquim (vide a inteligente homenagem feita há um tempinho no Aeroporto Tom Jobim no vídeo ao lado, na sessão Play it again, Sam)! Mas, falando em calor, aqui não tá muito diferente da maravilha infernal carioca...

A Magui é uma daquelas boas raridades do mundo virtual: apesar de algumas divergências político-histórico-culturais (!), seu 'blog' mantém o bom nível e a constância de boas observações... Recentemente, sem querer, ela "poetizou" sobre um aparelho cada vez mais útil neste nosso País escaldante: o ventilador! E o fez com propriedades médico-técnicas interessantes:

Ventilador de teto. Acho feio. Pode fazer efeito e ventilar o ambiente se o pé direito for alto. Mesmo assim , é difícil de limpar. Ar refrigerado não suporto. Arrebenta com a pele e não gosto do barulho. Então, uso ventilador. Pode ser comum, grande, pequeno ou de pé.

O ventilador é perigoso. Se for direcionado para a pessoa pode dar um resfriado, uma gripe, pneumonia e resvalar para a tuberculose. Sem exagero. Um médico tisiologista disse-me certa vez que, após o verão até agosto o número de casos de tuberculose aumenta e uma das causas é o ventilador. A pessoa está suada , liga o ventilador e pronto...

('Post' do dia 22/02/2010)

E ela está certíssima: acometido de uma séria inflamação na garganta, juntamente com um mal estar de resfriado, atribuo a este calorão diabólico aqui de São Luís do Maranhão, regado a doses cavalares de ventilador a noite inteira o mais perto possível do corpo... Mas nem tudo são espinhos na relação com este nosso amigo incompreendido: certa feita, também poetizei sobre este nosso amigo dos dias mais quentes, e cá está, em homenagem aos dias mais quentes de todos os tempos...


O ventilador
Ventila
A dor
De meu redor
E abafa
O calor
Do som alto
Da gente menor
Vacila
Ventila
Repica
Cuíca
O dia inteiro
À noite,
O surdo
No meu travesseiro
Lembra o tanto que sempre perco

E o ventilador
Ventila
A dor
De minha vida menor
Antes de eu adormecer...

(2004)
|

12 comentários:

Jens on 2 de março de 2010 14:32 disse...

PQP!, Dilberto, ode ao ventilador? Nunca tinha visto manifestação igual. Acho que é uma das sequelas do aquecimento global. No inverno, aguardo a louvação aos aquecedores domésticos.

Um abraço.

Renata Braga on 2 de março de 2010 14:38 disse...

Adoro o jeito que tu passeia entre os assuntos mais sérios, mais profundos...e coisas do nosso
dia-a-dia como os (para nós que temos calorões homéricos) Ventiladores! eheh

Confesso, que prefiro os de pé, como tua amiga descreveu no texto dela, mas tenho um de teto.... ele me salva,literalmente! Porque a linda Porto Alegre teve dias de arrepiar até um Maranhense da gema como tu, chegando a marcar 41º !? pode?


Mas então, delicisos, leves e sempre divertidos teus textos... Um ótimo parênteses em um dia meia boca...

Muitos beijoooos

Magui on 2 de março de 2010 19:47 disse...

A Fernanda Abreu disse, outro dia, que vai cantar RIO 50 GRAUS, tamanho o calor deste ano.Eu acho que os estudiosos estão olhando para a atmosfera mas o segredo de tudo está debaixo da Terra.

Fico feliz, realmente, por sua lembrança citando-me em seu texto.Ainda mais quando vc tem a aureola dos pensadores da net.Obrigada.

Francisco Sobreira on 3 de março de 2010 09:50 disse...

Pois é, Dilberto, eu que não me dou com ventilador, fiquei ainda mais cismado com ele, depois de ler esse depoimento da sua amiga. Também não me dou com ar refrigerado. Que situação a minha, hem? Aqui em Natal está também muito quente e vai piorar, pois o inverno só chega aí pelo final de maio, mais ou menos. O jeito é cantar Alá, lá, ô. Um abraço.

Soninha on 3 de março de 2010 12:32 disse...

Olá, Dilberto!

Calor imenso...muita chuva, ao menos por aqui...
É. A natureza responde, severamente, às agressões sobre ela...sobre a Terra.

Sensacional o texto sobre o ventilador. Adorei. Tanto o seu quanto o da Magui.
Eu também ouvi a Fernanda Abreu se reportar ao Rio 50 Graus, por conta do calor intenso.

Daí pra mais, não é?!

Valeu, Dilberto.
Bom trabalho a você.
Muita paz1 Beijosssssss

Lara Amaral on 3 de março de 2010 16:12 disse...

Esse poema da samba... Gostei muito!

Beijo.

Érica on 3 de março de 2010 18:13 disse...

Mas eu não sei o que seria de mim sem o ventilador, companheiro de todas as horas, das quentes madrugadas que abona minha Recife nesses dias austeros.

Certa vez cheguei em casa tão suada, com a cabeça tão quente, que fui com ele para o banheiro, tomei banho recebendo sua aura aconchegante, e... Não gripei.

Acho que a questão é imunidade, tagifor C e limpar bem as hélices do dito dessa poeirada das grandes cidades, já é uma boa ajuda as vias respiratórias.



Beijos caríssimo!

Dilena on 4 de março de 2010 18:04 disse...

Dilberto você é fantástico!

Muito bom o texto sobre o eletrodoméstico mais querido,necessário e usado no momento. "A vedete 2010"

Eu sei que faz mal, mas só durmo com o meu ligado no máximo bem perto de mim. Com esse calor infernal não tenho outra maneira de dormi. Graças a Deus sou difícil de gripar.
Beijos da mame.

luluonthesky on 6 de março de 2010 17:17 disse...

Nossa fiquei admirada com sua ode ao ventilador.
Bom fds.
Big Beijos

Canto da Boca on 7 de março de 2010 14:35 disse...

Risos. Mas o ventilador é quase uma escola de samba, indo pelo viés do barulho que ele faz, Dilberto, dependendo dos 'anos de estradas' do dito cujo, da manutenção. E você acaba de abrir uma série de hipóteses e quiçá, um Caminho para o estudo antropológico-social-histórico-cultural-econômico-ético e estético, da coqueluche do verão 2010 brasileiro!
Eu apreciei demais a possibilidade do do ventilador-cuíca, dá um ótimo samba!

Abraço!

;)

Morena on 8 de março de 2010 11:44 disse...

AAAAAH mas é a mais pura verdaade mesmooo!!!
eu sempre acordo estranha com ventilador o ar condicionado p mim é mtooo melhor
Beijos saltitantes
Boa semana

Marcelo on 11 de março de 2010 13:21 disse...

kkkkk gente não consigo dormir com o ventilador ligado...vento direcionado fico resfriado e vento móvel todas as vezes que o vento sopra acordo...lembrei me de uma vez em Olinda o hotel que estavamos tinha ar condicionado e eu dormia todos os dias na varanda porque o ar de lá era infinitamente mais gostoso do que o ar... adoiro derreter....o calor aqui tá imenso...mezo escaldante!

abs

Amigos & Leitores

 

Google+ Followers

+ voam pra cá

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem linkou

Twingly Blog Search http://osmorcegos.blogspot.com/ Search results for “http://osmorcegos.blogspot.com/”
eXTReMe Tracker
Clicky Web AnalyticsBlogBlogs Join My Community at MyBloglog!Personal Blogs - BlogCatalog Blog Directory

Outras cavernas

luzdeluma st Code is Copyright © 2009 FreshBrown is Designed by Simran