segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

"Snoopyyyyy..."

"Ei, meu amigo Charlie Brown"


Charles Schulz era um sujeito alegre e cem por cento (a despeito do que revela o livro não muito aceito pela familia do cartunista, "Peanuts and Schulz: A biography", escrita por Harper Collins, que insinua que Schulz seria o próprio deprimido Charlie Brown, com todas as tirinhas baseando-se na sua vida pessoal...) e seu enorme sucesso mundial através de Snoopy o fez imortal, mesmo depois de 10 anos de falecimento... Com ele morreu uma turma de meninos com problemas e visões de gente grande, com um cachorro que amava Jazz, coelhinhos e sabia viver a vida melhor que todos em sua volta: Schulz, até seus derradeiros 77 anos, era quem escrevia e desenhava as tirinhas do mais famoso e sarcástico beagle do mundo...

Eu, que conheci a turma do "Minduim" através dos desenhos dublados no SBT ("Que puxa..." - diria Charlie Brown na versão brasileira, com a voz que depois ficaria imortalizada com o personagem Chaves), só vim a conhecer suas geniais tiras nos livros de coletâneas que até hoje compro. Na verdade, as animações eram coletâneas de várias dessas tiras, montadas em estorinhas de meia hora em média.

Para relembrar um pouquinho desse universo inteligentemente sempre divertido...







|

30 comentários:

Renata Braga on 22 de fevereiro de 2010 16:24 disse...

É.. na simplicidade dos quadrinhos.. vemos muito de nossos dilemas né? rs

Adoro também....

Agora é tu que ta sumido né? rs

Beijooo querido!

Érica on 22 de fevereiro de 2010 16:46 disse...

Charlie Brown é praticamente meu lado masculino, eu me identifico muito com ele e com a Mafalda, essa ainda mais.

Era muito bom snoopy, nossa, como eu lembro. Sério, tive até um cachorro com esse nome, mas ele não era um beagle, era um Cocker Spaniel, mas eu era tão fã que não poderia deixar de homenagear. Até meu primeiro desenho foi ele, snoopy, era um jeito de fazer que eu nem me lembro, só sei que fazia a casinha e ele deitado começando de um traço.

Ai, ai... Foi ótimo!! Ri muito com essas tiras, muito, e voltei a um momnto que eu já tinha me esquecido. As vezes eu esqueço de mim...

Beijos

Moacy Cirne on 22 de fevereiro de 2010 23:16 disse...

Sempre gostei do Charlie Brown, isto é, a partir di meu primeiro contato com a tira, por volta de 1967, 17 longos anos depois de seu lançamwento, portanto. É bom lembrá-lo aqui, em seu espaço.

Abraços.

Thiago Leite on 23 de fevereiro de 2010 09:13 disse...

Em 1991, morando em Carajás/PA, houve uma feira de livros, a primeira da minha vida, 10 anos de idade, e eu pedi a meu pai que comprasse um livrinho com tirinhas do Snoopy e cia. Talvez tenha sido ali que despertou meu interesse por tirinhas/quadrinhos. E o que me atraiu foi justamente o fato de já conhecer e gostar do desenho animado. Pena que há muitos anos perdi esse livro...

Recentemente comprei um volume de tirinhas dos Peanuts (da L&PM Pocket) e reavivei o gosto. É impressionante como uma forma tão singela (no traço, nos diálogos e na narrativa) pode nos deixar tão contemplativos.

Se não me engano, dia destes, vi um volume da obra completa numa livraria... agora deu vontade de tê-la...

Игорь on 23 de fevereiro de 2010 12:08 disse...

Oi Dilberto

ótima postagem !

Saiu nas livrarias um livro dos peanuts do periodo de 50 -52 , ou algo assim .

nele ficou evidente a semelhança do traço original do Charlie Brow e o ...Calvin !

abraços

Jens on 23 de fevereiro de 2010 13:18 disse...

Valeu, Dilberto, a minha terça-feira ficou mais sorridente. Pra ficar perfeita, é só o Inter ganhar do Emelec hoje à noite.

Um, abraço.

Poeta Mauro Rocha on 23 de fevereiro de 2010 16:48 disse...

Ola!! Fiz um novo blog que se chama Doces & Publicações ( www.docesepublicacoes.blogspot.com) e gostaria (se você quiser) de fazer uma brincadeira ou seria um desafio? Bem, é o seguinte, mande-me um poema ou texto com o seguinte título “Poema do Amor Louco” como meu último post (que será uma trilogia ou não.) para eu publicar nesse novo blog, que terá cinema, música, literatura entre outros, mas o mais importante é a participação dos amigos blogueiros que quando quiserem podem mandar algo. O intuito é interagir mais, fazer um blog sem compromisso, mas divertido e bacana.
Por isso se você quiser participar dessa minha loucura é só mandar seu texto ou poema para

poetamaurorocha@gmail.com

sem pressa!!

Um abraço!!

Francisco Sobreira on 23 de fevereiro de 2010 22:17 disse...

Dilberto,
Em criança fui um grande leitor de gibis, mas, ao ficar adulto, perdi o interesse pelos quadrinhos. Ainda assim, gosto de ler os seus textos que falam deles com a autoridade de quem entende do tema. Um abraço.

~*Rebeca e Jota Cê*~ on 24 de fevereiro de 2010 11:20 disse...

Dilberto,

Certas pessoas fazem coisas assim e viram lenda. A criatividade é algo que admiro muito, mesmo em certos casos quando não sabemos se vem de berço ou incentivada. O lindo mesmo é exercê-la.

Maravilhosa semana, querido amigo.

Rebeca

-

quezia disse...

Sempre gostei do Snoopy...assistia na Record.
Me lembro sempre da imagem do cachorrinho com a barriga pra cima, rsrsr...
Não sabia muito da história de seu autor, foi bom poder conhecer um pouco de seu mundo, além das aventuras que escreveu.
abraços.

Ilaine on 24 de fevereiro de 2010 14:54 disse...

Adoro o Snoopy e o Charlie Brown. Meus filhos também gostam. No quarto deles colocaram um cartaz enorme com todos os personagens dos Peanuts. Obrigada, Dilberto, pelas informações.
Abraço

Marcelo on 24 de fevereiro de 2010 16:16 disse...

Oh tem dias que já me sentí deprimido e até me achei um rato rs rs rs rs...boa lembrança...tem vários livros com os desenhos do Schulz numa Livraria próxima e sempre leio ...são caros mas legais@!

abs

Ricardo Campos disse...

Oi Dil,

Lembro de algumas estórias da turma do Snoopy que marcaram a minha infância. Às vezes me identificava com o Charlie Brown...um garotinho "loser", sensível, mas com espírito de liderança, conciliador e amoroso. Crianças adultas com graça infantil.
Obra prima do cartoon. Schulz era um gênio do seu ofício.

Soninha on 24 de fevereiro de 2010 22:24 disse...

Dilberto, amigo....

Viu só meu stress???
Escrevi sobre snoopy lá no carnaval....kkkkkkkk
Mas, quero dizer que não sou boa foliã....o meu jeito de curtir o carnaval é saindo dos grandes centros urbanos e me isolando para descansar um pouco.
Mas, adoro música e tenho imensa saudade de algumas marchinhas de carnaval que me fazem lembrar meu amado pai. Ele sempre cantarolava, o carnaval todo, todas as marchinhas e outras canções.
Esta canção "Mnhã de carnaval", embora não seja do meu tempo, traz-me doces recordações de uma pessoa muito querida e que já se foi lá pro andar de cima, cantar com os anjos.
Já não se fazem mais canções como as de antigamente. Mesmo assim, continuo amando a boa música.
Valeu, Dilberto.
Excelente semana. Bom trabalho.
Muita paz! Beijosssssssssss

Sergio on 25 de fevereiro de 2010 04:30 disse...

eu só queria que uma vez o charlie brown acertasse aquela maldita rebatida num jogo de beisebol! isso era traumático pra mim, ficava até revoltado com tamanho sofrimento do tristonho charlie brown. ah!! quanta saudade dos peanuts!

Poeta Mauro Rocha on 26 de fevereiro de 2010 12:10 disse...

Ola!! Passei para desejar um ótimo fim de semana e para dizer que se você tiver um tempinho vá ao http://www.docesepublicacoes.blogspot.com/ e veja as obras primas que estão surgindo por lá.

Um abraço!!

José Viana Filho on 26 de fevereiro de 2010 13:05 disse...

Meu caro amigo Dilberto,

um grande cartunista mestre Schulz, de verdade mesmo!!! EU adoro ate hoje e, como vc bem o faz, também o compro.

Meu grande amigo e irmão Sergio Brandão Cohab Ferreira, bem o disse a cena mais antologica dos desenhos dessa turma!!! O jogo de Beisebol, onde ele cai perto da ultima base.

Eu adoro essa turma, e acho um dos grande desenhos adultos(que fique bem claro que Schulz jamais escreveu para criança).

OBS: Eu, Sergio e Claudio Fernando, escolhemos um Charlie Brow do DOM BOSCO, advinha quem era?

Aparece no Caprichos e Relaxos e diga quem era...

luluonthesky on 26 de fevereiro de 2010 19:55 disse...

Sempre gostei da turma do Snoopy, até album de figurinhas eu tive.
Big Beijos

Luma Rosa on 27 de fevereiro de 2010 21:02 disse...

Era uma Noite Escura e Tempestuosa

- por Snoopy
PARTE I

Era uma noite escura e tempestuosa.
De repente, um tiro foi ouvido!
Uma porta bateu. A empregada gritou.
De repente, um navio pirata apareceu no horizonte!
Enquanto milhões de pessoas estavam famintas, o rei vivia no luxo.
Enquanto isso, em uma pequena fazenda no Kansas, um menino crescia.

PARTE II

Uma tranqüila neve estava caindo, e a menina, com o xale maltrapilho, não havia vendido uma violeta o dia todo.
E naquele exato momento, um jovem estagiário no Hospital da Cidade havia feito uma importante descoberta. A misteriosa paciente no Quarto 213 havia finalmente despertado. Ela lamentava suavemente.
Seria ela irmã do menino no Kansas, que amava a menina com o xale maltrapilho, que era filha da empregada, que havia escapado dos piratas?

PARTE III

O estagiário fechou a cara.
"Estampido!" gritou o contramestre, e quarenta mil cabeças bestiais dispararam para baixo, sobre o pequeno acampamento.
Os dois homens rolaram no chão rastejando debaixo dos cascos mortais. Uma esquerda e uma direita. Uma esquerda. Outra esquerda e direita. Um gancho direto no maxilar. A luta tinha acabado. Com isso, a fazenda foi salva.
O jovem estagiário se organizava em um canto da cafeteria. Ele tinha aprendido sobre medicina, mas mais importante ainda, ele tinha aprendido algo sobre a vida.

...
hehehehe e eu adorava as historinhas!!

'Que puxa'... não é, Charlie Brown?

Beijus,

Claudinha ੴ on 28 de fevereiro de 2010 10:10 disse...

Olá Dilberto!
Eu também sou fã do Minduim, Snoopy e toda turma. Meu preferido é Woodstock. Eu conheci bem na infância, meu pai me apresentou a eles. Lembro também dos desenhos na tv, mas as como as tiras não tem igual!
Um beijo!

Canto da Boca on 28 de fevereiro de 2010 19:25 disse...

"Good grief"!
Dilberto, o Charlie e sua turma, estão nas melhores lembranças de muita gente. Eu tenho um boneco de pelúcia do Snoopy, está comigo há mais de duas décadas, risos. Cada personagem, conta um pouco das crianças de todo o mundo, sem falar que certas situações anteviam o futuro (?), acho interessante a abordagem espacial, que o autor abordava nas tiras (porque se bem melembro, onde é o endereço do Charlie?), a Violet já usava lama nos olhos, na década de 50, hehehe, e hoje, usa-se lama como tratamento de beleza; ou quem nao sai por aí arrastando algo, como se fosse o cobertor azul do Linus? Ou uma forma particular de chamar nosso melhor amigo/a, como a Marcie, chamava a Patty de "meu"? Enfim.....

Eu li em algum lugar que o Charlie, foi inspirdo em um funcionário de uma escola de desenho, onde o Schulz trabalhou, lá pelos idos de 1940 e Linus era um professor da mesma escola, isso nao consta no livro?

Abraçao, ótimo poste!

Mr.Orange on 28 de fevereiro de 2010 21:56 disse...

Snoopy,sempre um clássico!!!!
Muito bom!

Ruby on 28 de fevereiro de 2010 23:03 disse...

Dilberto,tudo bem? Eu adorava esse desenho quando passava no SBT e eu adorava a dublagem, com erteza marcou uma geração.
Quando a morte do criador foi anunciada eu li muito sobre como surgiu a turma do Snoopy e como ele era e possivelmente que CB se tratava dele. Ainda hoje amo as tirinhas. Beijos e lindo post.

Celamar Maione on 28 de fevereiro de 2010 23:10 disse...

De quadrinho em quadrinho, eis o grande filósofo Charlie Brown.
Boa seleção.

Beijos

luCordeiro on 1 de março de 2010 07:26 disse...

Não dá para esquecer do Charlie e do Snoopy.Eu adorava, mas nunca entendi aquele cão filósofo,de barriga pra cima.Era mto bom! Agora,tb me lembrei da música "Meu amigo Charlie Brown",com Benito di Paula que,aliás,apareceu na TV há poucos dias,cantando essa canção.Eu sempre gostei dessa música tb,e da voz do Benito.Deu saudade de tanta coisa!
To te esperando "nas esquinas" pq fiz uma homenagem aos 445 anos do Rio. Aparece,Dil!
bjsss

mulherpolvo on 1 de março de 2010 07:36 disse...

Eu era maníaca pelo Snoppy... Mas aquela dublagem do SBT era muito, muito ruim mesmo, né não?!
PS: vc pode mandar lá pros meus comentários esse banner do "não reeleja ninguém"?? Eu adoraria colocar lá na frenética saga...
Beijinhos e boa semana!!

Morena on 2 de março de 2010 10:44 disse...

Adorooo!!!!
E no penultimo quadrinho sou eu falando com meu irmão, EXATAMENTE!!! rsrs
Beijos saltitantes

Magui on 2 de março de 2010 19:52 disse...

Meu marido amava Snoopy e comprava todas as revistas desde rapaz.Outro dia, resolvi fazer uma limpa nas caixas com estas revistas e outras, muitas outras.Vendi para um colecionador que chorou, literalmente, enquanto via as revistas.
Quem gosta das titinhase e sempre as publica, em gift móvel, em seu blogue é o Idade da Pedra.( O link tem lá na lista do meu blogue se quizer visitar)

Luci on 2 de março de 2010 21:51 disse...

ah, te achei de novo!
perdi meu template, meus links.
mas falando do minduim.
eu fui apresentada pra turma em 1972, pela minha professora de ingles (a escola tá lá até hoje, Peanuts English School). de cara amei snoopy, charlie e como não poderia deixar de ser, Lucy!
37 anos depois, eu encontro uma camiseta da Lucy dizendo: "so... who aked you?", comprei na hora.
minha filha não entende como eu posso usar uma camiseta de desenho.
ela não sabe que eu sou a Lucy...rs!!!!
beijos

Anônimo disse...

MEU AMIGO CHARLIE BROWN
Um Musical da Broadway

Estreia Nacional 13 de Março no Teatro Shopping Frei Caneca
Sábados e Domingos as 16hs.
Ingressos: R% 50,00 inteira, com uma lata de leite em pó paga-se meia entrada.

Inf. 11 3472 2229 / 2230

 

Google+ Followers

+ voam pra cá

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem linkou

Twingly Blog Search http://osmorcegos.blogspot.com/ Search results for “http://osmorcegos.blogspot.com/”
eXTReMe Tracker
Clicky Web AnalyticsBlogBlogs Join My Community at MyBloglog!Personal Blogs - BlogCatalog Blog Directory

Outras cavernas

luzdeluma st Code is Copyright © 2009 FreshBrown is Designed by Simran