quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Os Downloads do Oscar


Todo ano é a mesma coisa: seja por curiosidade, seja pela vontade de ver um bom filme (o que tem acontecido bem mais nos últimos anos, com uma diminuição de premiações para o cinemão mais comercial norte-americano e com um aumento em relação a filmes realmente independentes e bons), quanto mais a premiação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, o Oscar, vai se aproximando, procuro assistir ao maior número possível de indicados até antes do início da festa.

Em razão de estar há quase dois anos longe de uma sessão na sala escura (o último filme a que havia assistido num cinema fora o fraquíssimo Homem de Ferro 2, pouco antes de Isabela nascer), confesso que, nos últimos tempos, essa "Missão Oscar" acabou se tornando uma grande dificuldade em vista de os títulos apresentados até então para 'download' na 'internet' serem de péssima qualidade (normalmente gravados de alguma exibição, o chamado 'screener')! Mas hoje em dia, cavoucando bem, sempre se acham filmes com ótimas imagens - mesmo após a "morte" do Megaupload: assim, venho tendo a sorte de baixar muitos indicados a melhor filme deste ano em cópias de excelente qualidade destinadas, por exemplo, "somente" para membros do SAG Awards ou da própria Academia - nem preciso dizer que não faço parte de nenhum dos seletos grupos citados e acabei vendo os filmes em casa...

O mais recente que pude ver no conforto do lar foi Os Descendentes (indicado a melhor filme, direção, ator e roteiro adaptado), do mesmo diretor/roteirista dos ótimos As Confissões de Schmidt e Sideways, Alexander Payne, que mais uma vez acerta com seu estilo humano de contar histórias: o advogado havaiano Matt King (George Clooney, muito bom, com olhares perdidos e distantes, mas que tem Jean Dujardin como seu mais forte concorrente), diante de acidente que deixou sua mulher em coma, vê-se forçado a romper com sua letargia e indiferença em relação às filhas e a tomar sérias decisões pessoais, mesmo continuando a, pateticamente, não saber como reagir diante das adversidades. Um belo trabalho, sem dúvida, especialmente quanto ao roteiro (adaptado de livro homônimo), que, entretanto, acredito será o seu mais forte candidato ao Oscar, ao lado do roteiro original de Meia-Noite em Paris, foram os dois melhores que vi recentemente (ambos ganharam prêmios do Sindicato dos Roteiristas) - embora corra por fora com fortes chances também em relação a ator e diretor.

Mas nem só de 'downloads' vive este folião cinematográfico que vos fala, caríssimos blogueiros de plantão: aproveitando os preços promocionais e as salas mais vazias dos cinemas durante o carnaval, Jandira e eu deixamos Isabela fantasiada de joaninha na casa da vovó (e também madrinha e foliã) Dilena, e seguimos para adorar a tela grande em nossa espécie de retiro cultural! Posso dizer que, depois de um longo jejum, ver Histórias Cruzadas e A Invenção de Hugo Cabret no cinema, ambos indicados à estatueta dourada de melhor filme, foi um excelente retorno à sala escura!

Confesso que quase não via o filme favorito da amiga e resenhista Ruby por puro preconceito: afinal, aquele pôster de Histórias Cruzadas, além do título infeliz em Português, não me dizia muito do filme e mais me parecia um anúncio de "filme para mulheres", com alguma discussão racial pata inglês ver e feito sob medida para o Oscar... Ledo engano: The Help (o título original diz mais sobre o filme, tanto falando da ajuda das domésticas negras com todos os afazeres nas mansões sulistas como da jovem branca que as ajudará, dando-lhes uma voz contra a opressão) é um filme muito bem feito, que emociona no momento certo e, apesar da narrativa acadêmica, é competente, especialmente pelo competentíssimo elenco feminino (trata-se de um excelente "filme de elenco", onde todas estão bem e fortalecem a condução da trama) que, não por acaso, levou o prêmio do Sindicato de Atores norte-americano. Minhas apostas (confiram a lista inteira abaixo - ATUALIZADA com os vencedores do Oscar 2012 deste domingo, dia 26 de fevereiro) são para o elenco negro, com 2 Oscars: de melhor atriz para Viola Davis, em sua interpretação belamente contida da empregada Aibeleen, que tudo vê e tudo suporta em silêncio - destronando, assim, a Margaret Thatcher de Meryl Streep em A Dama de Ferro; e de coadjuvante para a excelente Octavia Spencer, que acaba roubando a cena (- Eat my shit!) com mais aparições ao longo do filme em defesa dos direitos civis das mulheres negras dos anos 60, no sul racista dos EUA.

Por fim, gostaria de me deter a falar mais desta bela homenagem ao Cinema (que, ao lado de O Artista, acabou por se tornar um dos favoritos à estatueta justamente por voltar no tempo para falar com magia sobre a Sétima Arte), A Invenção de Hugo Cabret, por vários aspectos: primeiro porque, curiosamente, apesar da linda direção de arte (para mim, o favorito ao Oscar na categoria) da rica história narrada com a magia de ótimos efeitos, não foi sucesso nos EUA o conto infantil conduzido com suaves mãos de artesão calejado (no caso, a do "esteta da violência" Martin Scorcese, vencedor do Globo de Ouro como melhor diretor); além dessa grande injustiça, interessante é o fato de uma homenagem ao Cinema pioneiro de George Méliès (e também a vários outros filmes e diretores, em muitas passagens deliciosas que os cinéfilos facilmente identificarão) ter sido filmada em 3D - contrassenso? Na verdade, não: o casamento do clássico com o moderno não poderia ter sido mais perfeito! Afinal, Méliès, o gênio francês por trás de clássicos icônicos como Viagem à Lua, era um vanguardista e o 3D pareceu, aos olhos do veterano Scorcese, uma tecnologia precisa para adaptar a história fictícia do menino órfão e aprendiz de relojoeiro que aprende, além de consertar um autômato, única lembrança do seu pai, a "consertar pessoas", em meio a mil aventuras entre relógios gigantes e inspetores de polícia (Sacha Baron Cohen, engraçadíssimo) numa estação de trem em Paris nos anos 30. Tudo tão gostoso que, desta vez, nem os incômodos óculos 3D atrapalharam! O filme concorre em 11 indicações, incluindo melhores filme e diretor.

Cavalo de Guerra, O homem que mudou o jogo, Tão forte, tão perto e o último trabalho do mestre Terence Mallick, A Árvore da Vida (vencedor do festival de Cannes do ano passado), apesar de aparentarem não ter maiores chances, também estão no páreo e se encontram nalgum lugar da minha já lotada CPU, esperando ansiosamente por uma olhada antes do próximo domingo, quando a Globo mais uma vez desrespeitará os fãs da madrigal premiação, com a apresentação da chatíssima dupla José Wilker/Maria Beltrão e seus intermináveis (e insuportáveis) bigbrothers a cortar mais da metade da festa, e a TNT, mesmo com Rubens Ewald Filho, aborrecerá bastante com as inoportunas traduções em desalinho, que mais atrapalham do que informam... Bom, quem sabe, então, eu não consiga "baixar" a cerimônia depois, nalgum 'site' de compartilhamento sobrevivente, com qualidade BD-RIP em HD, legendas em Português, e a veja na hora que eu bem entender, diretamente do meu PC...?

Minhas Apostas
ATUALIZADAS
com os vencedores do Oscar 2012


Melhor filme:
"O artista"
Diretor
"Martin Scorcese - "A invenção de Hugo Cabret"
Michel Hazanavicius - "O artista"
Melhor ator:
Jean Dujardin - "O artista"
Ator coadjuvante
Christopher Plummer - "Beginners"
Melhor atriz
Viola Davis - "Histórias cruzadas"
Meryl Streep - "A Dama de Ferro"
Melhor atriz coadjuvante
Octavia Spencer - "Histórias cruzadas"
Melhor roteiro original
"Meia-noite em Paris"
Roteiro adaptado
"A invenção de Hugo Cabret"
Alexander Payne - "Os descendentes"
Melhor animação
"Rango"
Trilha sonora original
"O artista" - Ludovic Bource
Canção original
"Real in Rio", de "Rio", música de Sergio Mendes e Carlinhos Brown, letra de Siedah Garrett
"Man or Muppet", de Os Muppets (Bret McKenzie)
Maquiagem
"A Dama de Ferro"
Direção de arte
"A invenção de Hugo Cabret"

Fotografia
Janusz Jaminski - "Cavalo de Guerra"
"A invenção de Hugo Cabret"
Figurino
"Jane Eyre"
"O artista"
Documentário (longa-metragem)
"Hell and Back Again"
"Undefeated"
Documentário (curta-metragem)

"The Barber of Birmingham: Foot Soldier of the Civil Rights Movement"
"Saving face"
Edição
"A invenção de Hugo Cabret"
Melhor filme em língua estrangeira
"Separação" - Irã
Curta-metragem de animação

"The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore"
Curta-metragem
"Pentecost"
“The Shore”
Edição de som
"Cavalo de Guerra"
"A invenção de Hugo Cabret"
Mixagem de som
"Cavalo de Guerra"
"A invenção de Hugo Cabret"
Efeitos visuais
"A invenção de Hugo Cabret"

|

23 comentários:

Alan Raspante on 23 de fevereiro de 2012 22:19 disse...

Eu realmente ando vendo poucos filmes. Tanto que eu vi pouquiíssimos filmes deste Oscar. Uma pena... Vou ter que ver durante este ano de 2012.

cineboy on 24 de fevereiro de 2012 02:00 disse...

Opa estamos nessa! Eu gostei muito do Hugo e vi muitas qualidades em Histórias Cruzadas. Realmente faltou comentarmos mais sobre Hugo,voltaremos a isso em breve pois o filme merece com certeza. Quanto ao oscar nossos famosos telefonemas da aposta serão precisos no domingo hahaha. Eu de antemão aposto em O Artista como melhor filme e diretor mas quero e aposto em George Clooney para melhor ator e Meryl Streep para melhor atriz. Otávia Spencer disparada aposto para melhor atriz coadjuvante e Cristopher Plummer,finalmente viu,leva por melhor ator coadjuvante.O resto direi depois,possivelmente no domingo na nossa já tradicional discussão telefonica. No mais quero os filmes do seu cpu hahaha! Vou atrás com meu pen drive hahaha. O Artista e o do Brad Pitt,nunca lembro o nome desse filme, são os que mais anseio em vê logo. Abração!

Filmes Antigos Club on 24 de fevereiro de 2012 09:52 disse...

Meu nobre amigo bat-Dil, tudo jóia?

Já foi tempo que ficava antenado no Oscar e a acompanhar os filmes indicados. Estranho, mas gostava quando os Oscars eram transmitidos as segundas feiras, rsrsrs...

Acompanhei grande parte das premiações até 2009, e de lá pra cá como minha vida ficou ainda mais agitada com trabalho e compromissos pessoais, além de outros interesses ainda maiores, fiquei fora de sintonia com as promoções mais recentes da Indústria Cinematográfica Americana.

Mas ainda assim, verei a transmissão, de preferência pela TNT, com a transmissão do grande Mestre Rubens Ewald Filho.

Abraços

Paulo Néry

Игорь on 24 de fevereiro de 2012 13:34 disse...

Hola Dilberto cá estou de volta após um período desconectado !

Oscar ... Oscar...

Assisti o Cavalo De Guerra . Altamente convencional, ,mas gostei .

Ontem fui ver Millenium e achei excelente.

E dos dowloads ando assitindo um seriado trash da tv britânica, Primeval, afinal preciso desligar os miolos de vez em quando.

Belo Post

abração

Ruby on 24 de fevereiro de 2012 21:26 disse...

Engano seu, não fiquei zandada ou algo semelhante, só um pouco assustada com a cobrança. Se houver uma outra vez, com certeza não terei a imprudência de omitir a fonte.
É claro que não me considero uma resenhista, simplesmente faço comentários curtos e comuns, mas me alegra que pense assim, já que o considero um resenhista de classe. Eu não vi os candidatos ao Oscar, porque sempre espero chegar ao cinema ou DVD, não tenho a austúc ia de achar bons sites pra baixar, essas coisas, mesmo assim lamento a extinção do megaupload. Não tenho nenhum candidato pra torcer e espero que realmente vença aquele que for o melhor. De todos os comentaristas, ainda elejo Rubens Ewald Filho como o melhor, o cara é muito entendido, seja o gênero, seja a era, enfim, espero poder assistir, porque às vezes é chata e demorada essa cerimônia.
Ah, fez sim frio, choveu bastante por dias seguidos e isso fez com que o tempo esfriasse bastante. Abraços.

Luci on 24 de fevereiro de 2012 21:40 disse...

eu não vejo nada.
faz tempo.
momento avestruz, sabe?
e hoje, andando pelo maior shopping da america latina pensei: queria ter visto UM homem bonito. e só consegui pensa no Clooney!
no tempo dO nome da rosa eu adorava ir sozinha ao cinema, mergulhar na telona, sabe?
acho que me perdi...rs!
bj

ANTONIO NAHUD JÚNIOR on 25 de fevereiro de 2012 13:07 disse...

Estou no mesmo corre-corre, Dilberto, procurando ver a maioria dos concorrentes. E continuo achando A ÁRVORE DA VIDA o mais talentoso de todos. A INVENÇÃO DE HUGO CABRET, do mestre Scorsese, é belíssimo visualmente e comovente em sua homenagem ao cinema de outros tempos, mas não tem fôlego, não comove.

O Falcão Maltês

Suzane Weck on 25 de fevereiro de 2012 16:35 disse...

Obrigado meu querido por tanta informação.VALEU.Abraços.

Rubi on 25 de fevereiro de 2012 23:57 disse...

Confesso a você que também ando vendo poucos filmes, quero dizer, filmes atuais (porque os mais antigos eu sempre arrumo um tempinho pra ver) Estou super ansiosa pela premiação amanhã, os filmes indicados são ótimos (embora eu tenha uma preferência pelo Artista; fiquei encantada com o protagonista, não deve ter sido nada fácil pros atores fazerem um filme mudo numa época em que as produções em 3D estão com tudo)

Quanto ao que disse sobre Keaton, concordo plenamente. Ele foi injustiçado justamente na época em que Chaplin estava no auge (bom, em que época Chaplin não estava no auge? HAHAHA) Fiz um breve comentário a respeito da rivalidade e ... (bom veja lá pois há uma surpresa).

Quanto ao filme de Kubrick, vi somente uma parte. Estou feito uma louca procurando-o. Mas vou achar e terminar de assistir!

Até breve Dilberto.

Daniele Moura on 26 de fevereiro de 2012 01:46 disse...

Olá, Dilberto!
Aqui estou eu!
Vim, além de começar a te seguir, agradecer a visita carinhosa que você fez lá no Tela Prateada.
Seus textos são ótimos e enormes, do jeito que eu gosto!!!
Torço pela Meryl Streep: depois daquela palhaçada com a Sandra Bullock( uma das piores atrizes da História do cinema) e com o terrível Academy Awards de 99, em que ela perdeu para a terrível Paltrow, acho que já é hora desta fantástica atriz levar um prêmio para casa.
Um abraço
Dani

www.telaprateada.blogspot.com

Claudinha ੴ on 26 de fevereiro de 2012 09:41 disse...

Ah meu DILeto amigo! Estou na mesma situação, faz meses que não vou a uma sala de exibições. Como a telona não há. mas, no meu caso, tenho que viajar se quiser um cinema e isso me toma o pouco tempo que tenho para cuidar das coisinhas de casa. Com a 'morte' do megaupload (e acho que o 4shared também, pois não está tocando minhas músicas no blog) tenho ficado para trás. Admiro o trabalho de Glenn e de Merryl, mas os filmes que estou doida pra ver são A Invenção de Hugo Cabret e The Help (concordo com a sua opinião sobre o título). Não vejo a hora de conseguir meus dvds...
Isabela de Joaninha??? Ownnnnn! Quero morder!!!
Minha primeira fantasia foi de Pedrita e meu primo de mesma idade foi de Bambam. Tínhamos 6 meses hahahah. Neste ano, foliões que somos,fomos um dia só. O Ed foi de Crodoaldo valério e eu de Rainha (ou Jacaroa) do Nilo (personagens de uma novela global). Veja foto no e-mail, hahaha. Tivemos que assistir para entender, mas fizemos sucesso!
Um beijo '*procês meuzámigus querídus'!

*mineirês

Lúcia Bezerra de Paiva on 26 de fevereiro de 2012 12:44 disse...

Hoje, não vou muito a cinema (fico só na telinha), idade muita, compreendes? Lendo um convite seu ao Bonavides, do Estrelas...vi, naquele morcego, um generoso e competente rapaz...vim voando e estou amando tudo q'está cá..
Vou e volto, deixando meu retratinho em seu painel...

Você escreve bem e conhece bem o que escreve.
Um abraço,
da lúcia

Felipe Rocha on 26 de fevereiro de 2012 21:01 disse...

Procuro sempre estar atualizado em relação aos filmes do mercado... Vendo filme quase todos os dias... Mas confesso que em época de premiações como Oscar e Globo de Ouro perocuro estar totalmente atualizado em relação aos filmes que estão em disputa!!!

Um abraço

O Árabe on 27 de fevereiro de 2012 16:09 disse...

Vi O Artista e Hugo Cabret. Fantásticos, ambos! Merecidas premiações, sim! Meu abraço, boa semana.

Luci on 27 de fevereiro de 2012 21:39 disse...

ando 100paciencia, Dil, não aguentei ve o oscar, acredita?
de repente tudo me pareceu absurdamente raso... sim, sou eu que estou lá nas profundezas...rs!!!
eu, doce que nem giló!
bj

Jandira Rosa disse...

Foi maravilhosa nossa volta aos cinemas com os ótimos Histórias Cruzadas e Hugo Cabret! Até o público me pareceu mais educado nesta nossa volta... Ou terá sido mera coincidência? Espero que não... Estva realmente com saudades desse universo que veio com força total com os indicados ao Oscar!! Beijo grande, momô!

Daniel on 28 de fevereiro de 2012 18:32 disse...

O filme Os Descendentes foi o melhor que vi esse ano, mas não sei se ganhou algum prêmio pois não vi o Oscar.

Muito bom.

Daniel

Helô Müller on 28 de fevereiro de 2012 23:15 disse...

Após um logo e tenebroso verão, eis-me aqui lendo vc, que entende pacas de cinema!!! rs
Dá um verdadeiro show com seus palpites e comentários deliciosos de serem lidos!
Torço pra que, um dia, vc esteja escrevendo em alguma coluna de jornal, afinal tem talento pra dar e vender!!
Desculpe a ausência mas não tenho tido tempo pras tarefas blogais... Posto e pronto!
bj, querido!
Helô

antiquepoetique on 29 de fevereiro de 2012 21:14 disse...

eu não vi a cerimônia de premiação, fui dormir cedo, rs...

li todos os posts, vc como sempre, sabe nos emocionar nos mais diversos assuntos. A homenagem à querida Jandira foi linda, imagino o quanto ela ficou emocionada. Tenho orgulho de vcs, um casal tão lindo e apaixonado, e agora com uma Princesa tão linda, que é a Isabela. Muitos e muitos anos de vida juntos, se Deus quiser...

Vou tentar não atrasar tanto a leitura dos ótimos posts do seu blog.

beijão, amigo

Adriana

Gilberto Carlos on 1 de março de 2012 16:14 disse...

Caro Dilberto, também ando encontrando dificuldades pra baixar filmes na net. Tenho procurar baixar filmes em torrent, mas os links não são fáceis de encontrar. Quanto à SALA ESCURA, também só vou de vez em quando, infelizemnte, por falta de opção.

Duarte on 2 de março de 2012 19:35 disse...

Este ano não tive paciência para os aturar. A hora e a lentidão saturam-me.
Dias antes tivemos os Goya!
A fluidez dos teus comentários logram melhores resultados.
Abraços

Camille on 2 de março de 2012 23:43 disse...

Desses todos eu so nao via dama de ferro por que nao aguentei,a chei muito chato. Os outros todos , alguns gostei bastante- Help, Descendentes, o Homem que mudou o jogo e ate aquele Estranha Forma de Amar ou algo assim que deu o premio ao "Von Trap " gostei muito mesmo.
Bom ver filmes ne? Adooooro.
Bjos

Canto da Boca on 4 de março de 2012 17:24 disse...

Estou doida pra ver o Histórias Cruzadas e A Invenção de Hugo Cabret, espero que o tempo me ache, porque eu estou anos-luz sem ver filmes. Não psso sequer opinar, não vi nem mesmo a transmissão do Oscar, nada, nada!

Amigos & Leitores

 

Google+ Followers

+ voam pra cá

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem linkou

Twingly Blog Search http://osmorcegos.blogspot.com/ Search results for “http://osmorcegos.blogspot.com/”
eXTReMe Tracker
Clicky Web AnalyticsBlogBlogs Join My Community at MyBloglog!Personal Blogs - BlogCatalog Blog Directory

Outras cavernas

luzdeluma st Code is Copyright © 2009 FreshBrown is Designed by Simran