quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

É Tempo de...


Voltar - Cheguei a São Luís no último domingo de manhã, diretamente de Teresina, agradável capital do Piauí, onde, dentre outras coisas interessantes, pude deliciar-me com bolinhos de piratinga e um surubim na chapa no famoso Restaurante Flutuante do pequeno parque do Encontro das Águas (entre os rios Poty e Parnaíba) - onde também aproveitei os ótimos preços dos artesãos locais e comprei várias peças de cerâmica para a casa - e passeei de carro, sem 'stress', pelo mais-que-organizado trânsito da cidade (que diferença da pavimentação horrível e sinalização idem de São Luís...)!

Curiosamente, quando tantos teresinenses e codoenses - habitantes da cidade maranhense onde passei o Natal - abandonavam suas casas para curtir as festas de fim de ano no litoral, eu sempre era questionado por esta opção "às avessas"! Mas, como nem sairíamos para ver os fogos por causa da pequerrucha, não dava para recusar mais um insistente pedido de Jandira para, enfim, passarmos o Natal ao lado dos seus familiares em sua terra de origem, Codó - ainda mais quando por lá outras festas familiares de aniversário se juntariam ao "aniversariante principal" de dezembro... A mais que acolhedora recepção dos anfitriões (meu cunhado e compadre John Herbeth e sua amável esposa Jozy – para quem fiquei devendo um vaso de antúrios de presente –, sem esquecer a sempre calorosa companhia de meus sobrinhos, Davi, 5 anos, desligado em frente a TV, e Clarinha, 2, inteligência aguçada e sorriso cativante a serviço da destruição de suas diabruras) e a sempre cheia casa de D. Salu, avó de minha esposa, fizeram com que eu me sentisse em casa - apesar das muitas moscas e do calor abafado da região...

Teresina, enfim, foi a "cereja do bolo": faltando dois dias para o fim de 2010 e a a menos de duas horas de Codó, resolvi descer para o Piauí, onde reside o tio Erivan, de Jandira. Graças a Deus, o tão famoso calor (temperatura amena; Codó estava pior! Mas os pernilongos...) não afetou minha pequena Isabela, que tão bem se adaptou a toda a aventura de mais de mil quilômetros de carro pelas BRs 135 e 316!

Agradecer - Além de a Deus, pelo meu maior presente de 2010 (e da minha vida), minha linda e doce Isabela, e dos reiterados agradecimentos à família Pinheiro Rocha, não poderia deixar de mandar um forte abraço a duas pessoas especiais que, nos 45 do segundo tempo da correria antes de viajar (resumo simbólico da agonia acelerada que fora todo o semestre), lembraram-se de mim e me ofertaram presentes inestimáveis: ao querido aluno, Sr. Carlito, que tão gentilmente me deu uma linda caneta Crown prateada, gravada com meu nome completo, e à "irmã caçula" Adriana, que, buscando nas entranhas virtuais das minhas famosas listas de pedidos de 'posts' idos, descobriu que ainda desejava possuir os DVDs O Resgate do Soldado Ryan (Edição especial, 2 discos) e Os Trapalhões (coletânea saudosista com 4 discos) e mos deu, de coração!

Não podendo esquecer, nesta espécie de "Diários de Fim de Ano", os carinhos doces da mamãe Dilena (linda camisa!) e da esposa Jandira (celular 'dual chip': presente tecnológico para mim, vejam só!) - a todos estes (e também àqueles que me esqueceram): "aquele abraço" e um excelente novo ano... Agora é rapelar as mãos para desarmar a árvore, queimar as palhinhas do presépio e correr atrás - com Deus por cima de todos nós...

Despedir-se - Pés descalços em casa, adeus à estrada afora, pois que, para os pais, Feliz Natal foi só pelo celular de sinal ruim... "Baby, bye-bye, abraços na mãe e no pai"; "aqui 'tá fazendo calor", e nesta Ilha começou a chover... Quero um tempo pra meus filmes ver - e eu só penso em descansar, até o rojão começar, que essas férias já vão acabar, "oh, tenha dó de mim"... E eu não renovei minha fé: resolução, para mim, não dá pé! Passei de calção preto o 'reveillón'! E pra vocês, tudo de bom! Tem meu escritório pra acabar de arrumar e mais a saúde para eu cuidar: tenho mesmo que emagrecer (pelo menos 6 quilos perder...) e o colesterol para baixar! E o ano nem bem começou, já vi que nada mudou: se eu não correr, quem corre por mim? Os astros ou coisas assim? "'Tou a fim de encarar um siri", meu amor... Em Santa Rita comprei Bacuri; farinha, eu quase não vi... Em Teresina não vi flanelinha... Eu vi uma São Luís na tevê... "Em março, vou pro Ceará"... Vi uns patins pra Carol... "Eu vou me mandar de trenó"...
|

16 comentários:

Игорь on 7 de janeiro de 2011 13:54 disse...

Oi Dilberto

Welcome back !!

Feliz 2011 !

Espero muitos posts inspirados de tua parte .

abração !

Ilaine on 7 de janeiro de 2011 14:45 disse...

Dilberto, amigo!

Seu relato tem as cores e sabores da patriazinha,ah!E tanto calor humano entre as pessoas que gostas... Leitura deliciosa.

Saudades! Beijo

Thiago Leite on 8 de janeiro de 2011 11:31 disse...

Começando bem o ano nos Morcegos com o estilo inconfundível de Dilberto Rosa, os períodos longos, as palavras estrangeiras entre aspas, os preciosismos misturados aos coloquialismos (você é leitor de Augusto dos Anjos?).

Grandiabrássu e felisanunôvu!

luluonthesky on 8 de janeiro de 2011 15:46 disse...

Feliz 2011! Sou muito fã do Tom Hanks e eu tenho os dvds do Forrest Gump e Mensagem pra você, quero encontrar A espera de um milagre, Naufrago e esse ai do Soldado Ryan. è o meu ator favorito.
Big Beijos

Sergio on 9 de janeiro de 2011 05:39 disse...

Feliz 2011 Dilberto. Bom ter falado contigo pelo telefone nesse início de ano, fiquei até com dó de não ter falado contigo na véspera de ano novo!Que esse 2011 seja fértil e proveitoso para todos nós.Que Isabela e sua esposa Jandira estejam e fiquem muito bem nesse ano, beijos na pequenina ok?Um grande abraço meu amigo! Teresina é até muito ajeitadinha,não? Rsrsrs. Ótima cidade somente muito calorenta!

Virginia Diniz on 9 de janeiro de 2011 14:47 disse...

Que 2011 seja um ano de inspirações fantásticas para a escrita e para a vida. E como não podemos ser fantásticos sem Deus, desejo que Ele te abençoe e te guarde, Te mostre Sua Face e conceda-te Paz. Assim seja. Abraços, Fantástica Vi.

Helô Müller on 9 de janeiro de 2011 20:29 disse...

Tb me senti na casa de D. Salu! rs
Muito legal o seu relato. Nada como estarmos juntos de familiares distantes, ainda mais no norte/nordeste, que o povo esbanja hospitalidade, sempre!!
Presságios de um novo ano alvissareiro, com certeza!!
Bj
Helô

Adriana Alencar on 9 de janeiro de 2011 21:57 disse...

É muito interessante ouvir relatos do Nordeste, para nós gaúchos nem parece Brasil (não tenho idéia do que seja piratinga ou surubim, são peixes??)mas um país longínquo e fascinante!
Respondendo à sua pergunta, moro em Tessalônica, no Norte da Grécia.
Um abraço,
Adri

Canto da Boca on 10 de janeiro de 2011 00:47 disse...

Tempo ainda para desejar o Dilberto feliz, ao lado da sua Isabela, da esposa e todos os familiares, durante todo o tempo, o tempo todo.

Li seu diário de viagem com um sorriso na boca, porque há sempre familiaridade em suas notas, coisas, lugares e situações vividas por alguns de nós, em algum lugar no tempo. daí a identificação imediata com seu texto.

Um abraço e um 2011 cheio de saúde, paz e bem!

Ruby on 10 de janeiro de 2011 11:50 disse...

Olá Dilberto, que imensa alegria te ler, querido conterrâneo.
Olha só, esse percurso feito em Teresina eu conheço, o Flutuante, encontro dos rios, saudades de lá, onde morei por um bom tempo. Concordo com a organização que não se vê pelo MA.
Sempre agradecer a Deus pelos momentos bons passados e com os não, um aprendizado. Em 2011, muita saúde a vc e família à pequena, em especial, porque saúde é mais importante. Abraços e muitas realizações nesse novo ano.

Simone Soares on 10 de janeiro de 2011 12:29 disse...

Feliz Ano Novo Dil!!!!!

Bjooo

Dilena disse...

Que bom essa sua viagem! É muito saudável sairmos um pouco da rotina. Senti pela sua presença no Natal, mas feliz pelos seus passeios com sua família.Graças a Deus foi tudo bem.
Agora é vida nova. Cuide em primeiro lugar da saude e ponha em prática suas propostas.
Que seus sonhos sejam realizados.
Beijos da mame.

Rebeca Amaral on 12 de janeiro de 2011 02:15 disse...

Bacana começar o ano tão bem assim, com novidades, agradecendo, fazendo planos...
Que 2011 venha cheio de luz para todos nós!

Um beijo.

MARCOS DHOTTA on 12 de janeiro de 2011 09:12 disse...

É tão bom sair assim, de férias, e quando do retorno, poder contar as delícias de como tudo aconteceu... Deu-me agua na boca todas essas trelas tuas... Feliz retorno. Sim, ontem consegui gravar toda a série do Batman (1968) e lembrei de você. Não sei porque...

Adriana B. disse...

Não precisa agradecer! Eu também ganhei presentes maravilhosos dos meus amigos neste fim de ano! E ainda conheci uma boneca que sorriu pra mim e me adorou! rsrs...

Muito bonito o post, tão poético e sensível e ainda transbordante daqueles sentimentos que nutrimos aos finais (e começos) de ano, com os sonhos e esperanças renovados! Que assim possamos presseguir, com ânimo novo para concretizarmos nossos objetivos e desejos em 2011.

beijao, amigo

Beti Timm on 12 de janeiro de 2011 23:42 disse...

Oi, morceguinho!

Aqui quem fala é a sumida! Sorry, sorry, mas agora estou me dedicando a minha arte, e estou só no Facebook. Mas não esqueci de ti, tanto que te mandei os teus presentes, mas eles voltaram pra mim. Qdo puderes me manda um email me confirmando ou não se ainda é o mesmo endereço.

Beijos saudosos

 

Google+ Followers

+ voam pra cá

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem linkou

Twingly Blog Search http://osmorcegos.blogspot.com/ Search results for “http://osmorcegos.blogspot.com/”
eXTReMe Tracker
Clicky Web AnalyticsBlogBlogs Join My Community at MyBloglog!Personal Blogs - BlogCatalog Blog Directory

Outras cavernas

luzdeluma st Code is Copyright © 2009 FreshBrown is Designed by Simran