sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Nasce mais um ano lá fora...



O ano de 2008 foi tão repleto de acontecimentos e de aniversários especiais que mal houve tempo para viver tudo como se deveria... Mas sempre é tempo de lembrar, especialmente nos espaços livres entre um brinde vazio e outro de fim de ano: é hora de falar do melhor de 2008!

Tesouros escondidos...



O Maranhão, num todo, é lindo; Fortaleza e Belém também... E por trás de onde menos se espera, muitos encantos podem surgir: na Música, por exemplo, a mais-que-propagada face da autodestrutividade da cantora Amy Winehouse quase ofuscou a genialidade da sua interpretação de alma negra e da voz irrepreensível de uma Billie Holliday selvagem – mas o ano foi mesmo da inglesa do talento insano, com os 'shows' e as canções do excelente Back to Black (apesar de este ser do final de 2006)! Na TV, apesar dos 'revivals' de Hermes e Renato e de Marcelo Tas com a franquia CQC, quem dominou a renovação do humor foi mesmo Marcelo Adnet: originário do Teatro com sua trupe de comediantes 'stand up', Adnet realmente fez escola com seu 15 Minutos numa quase esvaziada MTV... Nos Esportes, numa mais uma vez malfadada participação brasuca numa Olimpíada amarelada, eis que o atleta do ano foi mesmo César Cielo nas suas memoráveis braçadas aquáticas (Phelps não conta, é 'hors concours'...)! E na Política, mesmo com as metáforas do "sífu..." e com a barriga do nosso querido Lula a pulular em Fernando de Noronha, 2008 já fez história com o "superpresidente negro" antes mesmo de subir ao poder Barack Obama!



CINEMA
O Pior e O Melhor de 2008...



Infelizmente, para os mais que ávidos e esperançosos fãs do maior arqueólogo do Cinema, a Bomba do Ano, sem dúvida, foi Indiana Jones e O Reino da Caveira de Cristal: decididamente, a dupla Spielberg/Lucas não rende mais como antes, e as tais "homenagens ao Cinema B dos anos 50" acabaram por tornar este filme numa tola ação sem roteiro... e com seres extraterrestres! Já o Filme do Ano, sucesso de público e crítica, alçador da categoria "adaptação de Quadrinhos" a um patamar mais que respeitável no Cinema, e impossível de ser ignorado, foi O Cavaleiro das Trevas: junte o maquiavelismo sádico do maior vilão das HQs com o realismo terrorista e aterrorizante dos novos tempos, some-os a uma interpretação magistral e imbatível de um ator precocemente falecido (Heath Ledger, o mesmo excelente de Brokeback Mountain e Casanova), sem esquecer um ótimo roteiro cheio de subtramas e reviravoltas dignas de um filme Policial, juntamente com pitadas do melhor diretor da atualidade e um afiado elenco a gosto... Eis a receita do supercampeão merecido de bilheteria de 2008 – e o mais surpreendente filme também! Já a Surpresa do Ano foi mesmo O Nevoeiro, a assustadora adaptação da obra de Stephen King por seu parceiro talentoso Frank Darabont...



Mas nem só de encapuzados negros, palhaços assassinos ou insetos do Inferno vive a Sétima Arte! Muitos outros também fizeram bonito na tela grande (ou agora na pequena, uma vez que Ensaio sobre a Cegueira e Queime antes de ler já, já chegam em DVD e poderão confirmar as excelentes resenhas dos amigos para pessoas que não puderam acompanhá-los nos cinemas, como eu...), nas mais diferentes categorias: em segundo lugar, pelas engraçadas e gratas surpresas do roteiro descolado do mestre Woody Allen, Vicky Cristina Barcelona; pela poesia seca de gente que quer seguir acreditando antes que perca a Linha de Passe, este belo filme brasileiro, com direção precisa e interpretações marcantes (especialmente a de Vinícius de Oliveira, o moleque Josué de Central do Brasil, melhor mesmo que Sandra Corveloni, surpresa vencedora como atriz em Cannes 2008), marcou a terceira posição dentre os melhores do ano; um robozinho que soube misturar as faces de ET e do oitentista Johnny 5 (de Um Robô em Curto-Circuito) juntamente com os encantos da Pixar e uma certa poesia espacial à 2001 e temos o delicioso quarto lugar com Wall-E; por fim, em quinto, a criatividade à Bob Dylan de Não estou lá fecha um ano que se iniciou nos cinemas brasileiros com duas já clássicas obras-primas do Cinema Moderno, Onde os fracos não têm vez e Sangeue Negro (que não ocupam esta Lista dos 5 Melhores de 2008 por serem do ano passado...): sem dúvida, talentos que merecem nossas palmas...


A todos os que participaram das escolhas destas listas, quase em consonância com a minha, especialmente ao de volta ao exílio carioca, Sérgio Ronnie: feliz 2009 com muitos filmes para nós!

Amigos & Leitores

 

Google+ Followers

+ voam pra cá

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem linkou

Twingly Blog Search http://osmorcegos.blogspot.com/ Search results for “http://osmorcegos.blogspot.com/”
eXTReMe Tracker
Clicky Web AnalyticsBlogBlogs Join My Community at MyBloglog!Personal Blogs - BlogCatalog Blog Directory

Outras cavernas

luzdeluma st Code is Copyright © 2009 FreshBrown is Designed by Simran