domingo, 31 de março de 2013

Feriadão de Páscoa:
Cinemão? Cineminha...
Só Jesus Salva!

Jesus! O melhor a fazer é olhar para a luz e esquecer...

De repente, senti-me num saudosismo torto do louco semestre passado, onde não tinha tempo para nada tanto fazia se fosse feriado ou não, e, com isso, ficava afastado do universo de ver filmes... Loucura? Não, apenas uma dura constatação a respeito do que a cada dia mais industrial 7ª Arte acabou por fazer com o dito "Cinemão" nos dias atuais... Sabe quando a ignorância, às vezes, acaba sendo uma bênção? Preferia o ocaso a ter perdido o meu ainda sagrado tempo com "iguarias" nada abençoadas como as deste feriadão!

Falo isso porque, desencavando as centenas de filmes baixados naquele período (não via, mas baixava...), sucumbi à curiosidade de ver algumas produções que, já naquela época, não me apeteceriam muito a deixar meu lar rumo à sala escura, ainda que tivesse mais tempo: e ver, enfim, "filmes" como Homens de Preto 3, Asterix nos Jogos Olímpicos e O Homem do Futuro só evidenciam que o bom e velho "Cinema de Entretenimento" virou sinônimo de coisa ruim em qualquer nacionalidade...

Primeiramente, a adaptação dos divertidos personagens dos Quadrinhos: MiB já virou referência no imaginário popular, sobre aquela espécie de "polícia secreta contra alienígenas clandestinos", que age na surdina contra os perigos interplanetários... Então por que seguem fazendo péssimas continuações do interessante primeiro filme? Se o segundo já era ruim, com seu "roteiro" esburacado e extremamente corrido, a fim de que não se "percebessem" os inúmeros furos e vazios da "trama", este terceiro conseguiu repetir os mesmos erros e ser ainda pior: praticamente um episódio de televisão de um seriado ruim, agora apelaram para o velho lugar-comum da viagem no tempo... para mais perda de tempo! O resultado: pirotecnia sem graça e desengonçadamente corrida e previsível - só o Will Smith ainda acredita nessa barca furada, uma vez que o Tommy Lee Jones parece já ceder lugar para seu alter-ego do passado, Josh Brolin (a única "graça" do filme: como são parecidos)!

Mas nem só os EUA seguem jogando lixo cultural no mundo: qualquer outro País que bem seguir a cartilha cada dia mais cretina do cinemão ianque vai desembocar no mesmo esgoto: casos do péssimo brasileiro O Homem do Futuro - se alguém conseguir imaginar um dos melhores atores brasileiros da atualidade, Wagner Moura, péssimo e careteiro, duplique essa fórmula e junte-a às batidas "tramas" da viagem no tempo (de novo?!) norte-americana e seus "dilemas 'nerd'" dos tempos de escola e brindem o mundo com mais um lixo de "comédia" da Globo Filmes, agora sob a batuta do sempre irregular diretor Fernando Torres - e do fraquíssimo francês Asterix nos Jogos Olímpicos - que insiste no já desgastado universo cinematográfico dos famosos personagens gauleses contra o Império Romano e adjacências, com um terceiro filme bobo e "engraçadinho", tão sem criatividade quanto o segundo, Asterix: Missão Cleópatra (sendo que agora o veterano Chsristian Clavier abandona o papel do baixinho protagonista e nem Alain Delon salva no papel de César)!

Ainda bem que o divertido estadunidense Os Muppets, o sensível Intocáveis e o brasileiro As Melhores Coisas do Mundo, cada um no seu estilo (comédia infantil, drama e comédia dramática sobre universo adolescente) salvaram o feriadão e, mesmo com alguns clichês reciclados, conseguiram ser bem amarrados e garantiram algumas horas de diversão sem ofender a inteligência dos presentes - no caso, a minha, pois Jandira deixa de ser companheira quando Morfeu a abate, dormindo ao meu lado, arriada no meu ombro, durante a maioria das exibições caseiras noturnas (às vezes, depois do almoço também)... No fundo, mesmo com alguns poucos acertos, começo a achar que ela é que está certa diante de, salvo as boas exceções, tanto "cineminha"...

Mas a Páscoa não se vai sem antes uma boa e santa reflexão cinematográfica sobre nossa religiosidade: a bela adaptação cinematográfica da vida do Cristo, no épico Rei dos Reis, brindou a todos em casa, de surpresa, no canal pago TCM, no último sábado de aleluia... Bons tempos em que "Cinemão" era sinônimo de algo épico, onde até o maravilhoso e humilde Jesus virava personagem de superprodução com conteúdo - e o Cristo de Jeffrey Hunter, hoje gritado e alardeado em infinitas "guerras santas" nada cinematográficas da Política nacional, bastava impor seus profundos olhos azuis e todo o milagre se fazia - tanto na tela como nas emoções de plateias abençoadas no mundo inteiro...
|

2 comentários:

Claudinha ੴ on 12 de abril de 2013 22:08 disse...

Meu DILeto amigo, concordo plenamente com você. Eu agora entrei numa fase de tardes "livres" , porém, não deixei nenhum dia as tarefas domésticas, porque o que se vê de cinemão, confesso é cineminha... (E bem sabe que aqui não tem cinema...)
Ainda bem que posso baixar meu Guerra dos Tronos (à medida que vou lendo)... MInhas escolhas seriam levemente diferentes das suas, mas o conceito é o mesmo, queremos ver coisas boas...
Um beijão procê, pra Jandira e Isabela!

Claudinha ੴ on 14 de abril de 2013 18:57 disse...

Sincronicidade...

Eu aqui procurando atualizações e você no meu face, curtindo o meu Fagner dos anos 70...

Bjs a todos!

Amigos & Leitores

 

Google+ Followers

+ voam pra cá

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem linkou

Twingly Blog Search http://osmorcegos.blogspot.com/ Search results for “http://osmorcegos.blogspot.com/”
eXTReMe Tracker
Clicky Web AnalyticsBlogBlogs Join My Community at MyBloglog!Personal Blogs - BlogCatalog Blog Directory

Outras cavernas

luzdeluma st Code is Copyright © 2009 FreshBrown is Designed by Simran