terça-feira, 1 de novembro de 2011

Enquanto isso,
Os fantasmas se divertem...


Anteontem foi o dia das bruxas; ontem, o de todos os santos. Hoje é feriado nacional e os católicos rezam por seus mortos, enquanto os agnósticos não acreditam em fantasmas (porém sem jamais deixar de duvidar que eles existam...). Enquanto isso, por aqui vou me esquivando de uma ou outra alma penada que queira me assustar – e olha que não são poucas...

Lá fora, a eterna luta do "bem norte-americano" contra o "mal terrorista" cravou mais um negro momento na História: a exaltação à barbárie transmitida pela televisão mundial e patrocinada pela OTAN e pelos EUA como a coisa mais "democrática", "jurídica" e "humanitária" possível (ele é "mal", "árabe", "terrorista"... O que mais?)! Mas o que dizer de uma potência que se vale de métodos escusos para impor sua "democracia" adiante, há décadas matando "ditadores" a torto e a direito ou torturando prisioneiros para quem quiser ver? Ao que me consta, ainda não fiquei convencido de que se tratam de "movimentos democráticos" estes da tal "Primavera Árabe": afinal, ditadores podem facilmente ser trocados por novos ditadores em tais "revoluções"... E o Terror seguia a qualquer hora do dia em que se repetiam as cenas do cadáver de Kadafi ensanguentado nos repetitivos jornais televisivos...

E segue o Terror: fantasmas de imprensas blefadoras e de burros e reacionários partidos ditos "de oposição" não se cansam de gritar – e a Dilma, de atender! Até quando a presidenta vai ceder tão rapidamente aos gritos de "multidões" tolas e até onde vai a firmeza de um governo que se desarticula antes mesmo de qualquer prova ser revelada? Uma nova "Júlio César" de saias, articuladora e ciente de boas e necessárias mudanças, ou uma subserviente mercadológica de um País sem memória, louco para apagar os 8 anos de Lula? Medo...

E o que dizer de uma terra que venera o fantasma de Dom Sebastião, O Infante, há quase 500 anos? Claro que falo deste estado assustado, cujo ditador-mor ainda quer se redimir de suas barbáries, pouco antes de morrer (e de ir para as profundas...), por meio de sua filha: pois nem bem Roseana Sarney armou mais uma presepada (estatizar a Fundação José Sarney, depois de tantos escândalos?), nossa eterna governadora foi matéria nacional e, mais uma vez, para a nossa vergonha - enquanto a Sinhá do Bigode gasta os turros bradando em caros (e irônicos) comerciais de que "nunca na história do Maranhão gastou-se tanto em saúde", a revista Isto É virou artigo de luxo no último mês de agosto, uma vez que sua tiragem "teria sido" recolhida para que o povo não soubesse do óbvio ululante ("72 hospitais"? Faz-me rir!): com a matéria "Os hospitais de Roseana na UTI", a revista mostrava detalhadamente as fraudes do processo licitatório da construção dos 72 hospitais fantasmas do Governo do Estado (negócio sujo de quase meio bilhão de reais: leia a matéria na íntegra aqui).

Enquanto isso, tento exorcizar meus fantasmas cantarolando baixinho "Memórias, não são só memórias – São fantasmas que me sopram aos ouvidos Coisas que eu nem quero saber" – a baiana Pitty é que parece mesmo saber das coisas (do além): assim como ela, eu também "fui matando os meus heróis aos poucos Como se já não tivesse Nenhuma lição pra aprender"... Mas sempre há uma luz no fim do túnel (nem que seja no corredor do 'post mortem')!

Não sei, tenho cá minhas dúvidas... Anteontem o amigo Sérgio Ronnie me falava ao telefone que está abandonando o barco da Dilma e do PT para ser oposição (PSOL talvez?); e hoje tive mais uma dose de minhas dores estomacais em meio ao caos ululante em minha volta (com um bocado de falta de cuidado comigo mesmo). E eu, que não acredito nessas coisas, fico com a lição que nos ensinavam aqueles adoráveis filmes de zumbis da nossa infância: "quando o inferno está cheio, os mortos caminharão sobre a Terra"... Que Dom Sebastião, velha esperança de tempos difíceis idos (dos desertos de Alcácer-Kibir para o Maranhão), vire logo o tal Touro encantado e venha nos salvar de tantos domínios do mal (ou afunde logo tudo de uma vez)!
|

14 comentários:

Souza disse...

Ótimo texto, camarada! E nem sei de quem tenho mais medo, se da garotinha fantasmagórica ou da governadora dos infernos ao lado!

Jota Effe Esse on 3 de novembro de 2011 08:52 disse...

Mandemos todas as bruxas para o inferno, antes que ataquem alguém de nosso bem querer, como atacaram o Lula. Xô, satanaz de saia! Meu abraço.

Soninha on 3 de novembro de 2011 09:08 disse...

Olá, Dilberto!

Excelente texto!
Mas, sabe, gosto de ver as coisas boas que também tem aos montes em nossa Pátria amada. Basta ter olhos de ver.
Infelizmente recolhemos os frutos da nossa falta de educação moral e cívica e precisamos mudar isto.
Cabe a nós, brasileiros...não é mesmo?!
Sou-lhe imensamente grata pela presença lá no Roda de Prosa... Muito me confortou.
Valeu!
Ótima semana. Bom trabalho.
Muita paz! Beijosssssss

Claudinha ੴ on 3 de novembro de 2011 09:46 disse...

Olá Dil, realmente temos que nos cuidar destes fantasmas assustadores que rondam nosso mundo carnal. Nome de rosa e jeito de bruxa?Rsrsrs, mas adorei o Beetlejuice, beetlejuice, beetlejuiceeeee

ã?


OOOOOOOoooooooo o o o o o !


Bjs!

cineboy on 3 de novembro de 2011 10:27 disse...

Oi Dilberto, pois é não sou mais um entusiasta do gov Dilma mas psol nunca meu caro!Estou em silêncio pensativo e irritado com as bobagens que vem sendo ditas a certo tempo nos blogs,twitters,fb e emails daqui dessa terra de VeraCruz.Estou com raiva do brasileiro médio,de classe média-alta que parece ser o indivíduo mais idiota,arrogante,fascistóide e egoísta que pode passar rastejando pelo planeta.Tô quase torcendo pro Obama bombardiar aqui,com sua Otan e mandar tudo pelos ares mesmo!
Até mais meu caro.

Jandira disse...

E a 'guerreira' saiu pra relaxar: "Vou descansar um pouco, viajar, para recuperar minhas forças, porque em 2012 teremos um ano intenso com o aniversário dos 400 anos de São Luís, e voltar a trabalhar como sempre faço(...)". Fico cansada só de olhar o tanto que essa mulher luta intensamente pelo nosso estado...
Ótimo texto,meu Bem! Mas cuidado com esses fantasmas que não são nada camaradas...

Érica on 3 de novembro de 2011 14:33 disse...

Quando eu li o título lembrei-me daquele ótimo filme, (inesquecível Beetlejuice) com Winona Ryder e o gato do Alec Baldwin. Mas nem comentasse a respeito, ou será que eu pulei essa parte? Realmente, o que mais tem por ai são fantasmas trapalhões. Essa Roseana é mesmo safada, e nada discreta. Tsc... Vocês precisam de um governador como o meu: Eduardo Campos, um verdadeiro gestor, rsrsrs. Gosto da Pitty, sabia? Apesar do modismo. E amo Drummond. Vi que fizeste uma linda homenagem a ele, bem aqui na coluna lateral, merecida. Por fim, tudo ótimo por aqui. Uma ótima salada muito bem amarrada, coisa de quem sabe das letras, e dos seus efeitos colaterais. Parabéns. Beijos

Dilberto L. Rosa on 3 de novembro de 2011 14:45 disse...

JFS: a Dilma ainda não é o "satanás de saias" pra mim (quem sabe, no futuro...); mas a Roseana, sim, e de bigode!

Soninha: eu vejo as coisas boas,também,claro, não há como não ver depois de Lula... Mas o texto é sobre esses fantasmas malditos do mundo real, então...

Érica: só o título faz menção ao filme (engraçado, quando me lembro de "Os fantasmas se divertem", a primeira pessoa que me vem à cabeça é o Michael Keaton; nem me lembrava que o Baldwin estava nele) - afinal, com EUA, OTAN, Sarney, Roseana e partidos reacionários se divertindo às nossas custas, querias mais fantasmas? Acho que não...

Meu abraço a todos!

Rossana Masiero on 3 de novembro de 2011 16:27 disse...

Texto excelente, Dilberto!
Adorei.

Tenho para mim que os vivos são muito mais assustadores que os mortos.

Entretanto, referindo-me ao Maranhão, lembre-se do velho dito:
"Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca se acabe"

Cuide bem desse estômago.

bjs
Rossana

Duarte on 3 de novembro de 2011 18:18 disse...

A mim não me assustam os mortos, os que mais me assustam estão bem vivos e não fazem mais que complicar-nos a vida.
Olho ao redor observo como está o mundo e entra-me vontade de começar a correr, a fugir.
Estamos em campanha eleitoral, para as legislativas... é quem mais mente, meu caro.
Vir até aqui convida à reflexão, vou-me adaptando.
Um grande abraço

Игорь on 3 de novembro de 2011 18:59 disse...

Muito bom texto !!

A realidade é muito mais assustadora que qualquer ficção. Uma questão de perspectiva também.


abraços !

Camille on 5 de novembro de 2011 20:25 disse...

Texto super bem articulado. Tem muito "fantasma" para pouco indio. Vamos exorcisar!!!!
Bjos e bom final de sabado e otimo domingo!

Canto da Boca on 5 de novembro de 2011 20:27 disse...

Como é sua marca, Dilberto, um texto limpo, claro, informativo, colocando os fatos, e deixando-nos livres para as nossas inferências, interpretações e posições. Como tem que ser no mundo, liberdade de expressão e assunção das escolhas individuais e coletivas.

Vamos por partes, lá fora e aqui dentro:

Dia das bruxas? Como assim? Dia do ralouim? Meu folclore, minha história fala é de Saci-Pererê, mula-sem-cabeça, Boto, Cuca, Emília, Visconde de Sabugosa, Curupira, que mané ralouim o quê! risos;

achei terrível o assassinato do Kadafi em nome da paz, e dos direitos, e a comemoração de sua morte; assassinato jamais será motivo de regozijo para mim, existem outros meios para se fazer a "justiça". E tenho o mesmo sentimento com relação à barbárie estadunidense 'em nome da liberdade' (liberdade um c****!);

pessoalmente acredito numa conspiração para desestabilizar o governo Dilma, caramba, vamos deixar a presidenta trabalhar, será que dá para a sustentação roubar menos, corromper menos? Comemorar crises não é inteligente, estamos todos no mesmo barco. Torço muito, não apenas porque votei nela (e votaria de novo), mas porque quero que meu país melhore em todos os níveis, para todos. Utópica? Ingênua? Sonhadora? Sim, sim, sim, graças a Deus!

"a dona do poder" no MA, um dia haverá de cair, até porque sonho com o dia em que não existirão "urnas paridas", e acredito na imensa capacidade de mudança do povo maranhense, é ter fé, paciência e continuar.

E continuemos com o mito do sebastianismo, porque a realidade ainda é muito dura, e talvez nada mudasse.
Vamos e cuidar dos nossos fantasmas, dos nossos estômagos, e da nossa vida, porque os outros não farão. Sigamos e que venham mais textos como esses!

Abração!

Margarida Costa on 17 de janeiro de 2012 14:10 disse...

Amei o seu texto e o seu blogue. Fiz me seguidora e com certeza, voltarei. Beijinho

 

Google+ Followers

+ voam pra cá

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem linkou

Twingly Blog Search http://osmorcegos.blogspot.com/ Search results for “http://osmorcegos.blogspot.com/”
eXTReMe Tracker
Clicky Web AnalyticsBlogBlogs Join My Community at MyBloglog!Personal Blogs - BlogCatalog Blog Directory

Outras cavernas

luzdeluma st Code is Copyright © 2009 FreshBrown is Designed by Simran