quarta-feira, 8 de julho de 2009

CineMorcegos


Afastado das salas escuras (e mesmo da caseira sessão de vídeo em casa) há um bom tempo, desde a estréia desta nova temporada que não aparecia entre estes Morcegos nada referente à Sétima Arte... Eis que este ‘post’ vem para tentar corrigir o longo hiato: e tome cinema!

Em DVD, se o "lixo-vampiresco-de-Literatura-em-série-para-cinema" Crepúsculo nem merece comentários e o equivocado Austrália mostra um abismo entre o excelente Moulin Rouge e a atual pataquada de Baz Luhrman, a surpresa fica mesmo por conta do simpático Marley e Eu, adaptação do ‘best-seller’ homônimo que, por incrível que pareça, é mais um filme sobre escolhas na vida e em família do que um “filme de cachorro”: vale uma "Sessão da Tarde"! Mas foram outras duas produções que deixei de acompanhar nas telas do final do ano passado (e que chegam agora em vídeo para o deleite caseiro) que merecem realmente destaque.

O primeiro vai para a soturna fábula do Mestre Neil Gaiman, adaptada para o Cinema pelo artesão Henry Sellick (o mesmo persistente na arte do ‘stop motion’ de bonequinhos dos ótimos O Estranho Mundo de Jack e James e o Pêssego Gigante, só que agora sem os números musicais): Coraline e O Mundo Secreto pode até assustar crianças menores, dado o clima amedrontador da estória à Alice no País das Maravilhas, onde uma garotinha descobre uma passagem secreta para uma versão paralela de assustadoras “perfeições” de seu próprio mundo, mas, afora um ou outro furo, é um belo trabalho para todas as idades!

O segundo é um “encontro entre o mundo da Inteligência com o universo das academias de musculação”, como bem definiu o sempre irônico Joel Cohen em entrevista nos bons extras deste DVD: Queime depois de ler é mais um inteligente e despretensioso trabalho dos irmãos Cohen (do vencedor do Oscar do ano passado, Onde os fracos não têm vez) que não perdoa ninguém, debochando da CIA, dos 'personal trainners' e dos próprios astros (com penteados ridículos) e personagens (morte a seco em humor negro fino)! Puro escracho com o comportamento de norte-americanos idiotas de meia-idade!


Não me esqueci da telona: eis que bons ‘blockbusters’ surgiram finalmente! E, o que é melhor, tem filme lucrativo nacional também: se Jean Charles não inspira ninguém a nada, Selton Mello acerta em cheio no divertido A Mulher Invisível! Mas são as franquias mesmo que dão o tom do momento nos cinemas: além da previsível e multipicotada continuação do só razoável Transformers, que não me apeteceu para ver outra vez mais da mesma pirotecnia do primeiro filme, Exterminador do Futuro – A Salvação e A Era do Gelo 3 são grandes pedidas do Cinemão-Pipoca atual!

Aproveitando o gancho do tema animação, esta, mais comercial e “engraçadinha”, apresenta-se mais na linha "aventuras com garantia de boas risadas": ponto para o diretor brasileiro Carlso Saldanha, quebrando vários recordes na bilheteria! Assim, seguindo o mesmo caminho trilhado pelos títulos anteriores (personagens divertidos em estórias rasas), A Era do Gelo 3 diverte com os velhos (e novos) personagens, agora em meio a um vale perdido de dinossauros! Destaque para a versão em 3D em algumas salas: vale a pena a experiência modernizada dos bons e velhos óculos bicolores de papelão dos anos 70 e 80 (tirando o certo incômodo na vista cansada ao final e nas orelhas doídas com as abas duras!)...

Os saudosistas, entretanto, vão se divertir bem mais com o retorno em grande estilo de John Connors: se faltou corrigir os furos de continuidade temporal entre os dois primeiros (e excelentes) trabalhos de James Cameron e as péssimas terceira parte e série de TV, juntamente com algumas modificações polêmicas na estrutura da narrativa (especialmente com um novo personagem ciborgue), o público não vai se ressentir durante os 130 minutos em que se desenrolam as ótimas sequências de ação (os robôs surgem sempre em cenas que lembram filmes de Terror), um visual à Mad Max e um Christian Bale à Batman! De quebra, os acordes que marcavam o surgimento do exterminador T-800 (quem disse que Schwarzenegger não poderia das as caras?!) e os tão esperados combates entre humanos e máquinas (só faltou a já clássica cena de abertura da batalha à noite... Quem sabe no próximo?) já valem o ingresso e proporcionam uma gostosa viagem no tempo rumo aos bons anos 80... Uma época em que os arrasa-quarteirões eram bem mais interessantes...
|

9 comentários:

Magui on 9 de julho de 2009 13:16 disse...

Muita coisa.Não vou conseguir ver a metade. Eu acho que a forma realis da imagem mostrada no cinema faz perder um pouco o cinema em si que deveria continuar a ser uma fábrica de idéias e sonhos.Eu vi Moulin Rouge e detestei. Achei machista e retrô demais.

Valquíria Falcão on 9 de julho de 2009 13:17 disse...

Olá...gostei muito do seu texto, é bem critico porem humorado.
Eu não assisti nenhum destes filmes, porem ao ver o trilher do mulher invisivel e a era do gelo 3, deu aquele gostinho de quero mais...rsrsrsrsr...obrigada pelas dicas, acho que agora sempre antes de alocar uma filme passarei por aqui,rsrsrsrsr.
Beijos.

Ines Motta on 9 de julho de 2009 14:37 disse...

Olá, Dilberto!
Pois é: Da minha listinha dessa mistura perfeita de sabor e de vida (ou morte, né?) abordada nos filmes que têm a comida como ponto central da trama, realmente constam alguns de temas abomináveies e até de canibalismo.
Ótimo, seu post. Óimas sugestões de filmes, que claro vou procurar ver.Inclusive, "Caroline e o Mundo Secreto.
Beijos!

PQNA on 9 de julho de 2009 21:01 disse...

olas, obrigada pela sua visita
e pelo seu recado

bom... sou de são josé dos campos -sp... pqna é pelo meu tamanho de 1,58 e meio..rsrss e meu nome é thais... agora já sabes meu nome...

sobre a verificação de palavras... arrumei

abços

Valquíria Falcão on 10 de julho de 2009 12:28 disse...

Oi tudo bom???
De uma passadinha no Simplismente Eu, tem um presentinho te esperando, espero que goste, beijos.

Francisco on 10 de julho de 2009 13:36 disse...

Cara!
Você é cinéfilo de carteirinha, hein! rsrsrsrsrsrs
Vou aproveitar algumas dicas do seu post, e assistir no fim de semana.
Fiquei um tempinho "fora do ar" com uma gripe chata, por isso não tinha passado por aqui.
Um abração!

Julio Moraes on 11 de julho de 2009 13:31 disse...

Olá cunhado, tudo bem?

Faz tempo que não entro em uma sala de cinema mas tenho acompanhado bastante novidade.

De toda lista, tenho interesse em ver 90%, pulo os blockbusters. Pessoalmente não gosto de Exterminador do Futuro e afins.

Estava comentando no twitter ainda hoje de manha sobre o novo filme do Sherlock Holmes, triste o que fizeram. Depois de uma olhda no trailer.

Assim que eu ver a Mulher Invisível venho comentar, parece que só temos Selton Melo de "galã" de filmes, hehe.

abs,

PQNA on 11 de julho de 2009 17:31 disse...

Não entendo tanto da filmografia quanto a voce, mas sinto falta dos filmes que encantavam com sua beleza, pois hoje os filmes seguram os telespectadores pela agitação... muito legal seu texto....
parabens

Euza on 11 de julho de 2009 20:59 disse...

Morceguito! Que delícia ler o cinema neste seu post! Se me permite, levo a lista dos bons - incluindo alguns que pretendo rever neste julho frio!
De resto, saudades de tu!
Beijoaí

Amigos & Leitores

 

Google+ Followers

+ voam pra cá

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem linkou

Twingly Blog Search http://osmorcegos.blogspot.com/ Search results for “http://osmorcegos.blogspot.com/”
eXTReMe Tracker
Clicky Web AnalyticsBlogBlogs Join My Community at MyBloglog!Personal Blogs - BlogCatalog Blog Directory

Outras cavernas

luzdeluma st Code is Copyright © 2009 FreshBrown is Designed by Simran