quarta-feira, 17 de junho de 2009

PARATODOS

Estive com o poeta popular Patativa do Assaré (1909/2002) quando em Fortaleza (foto): bom papo, nem parece que fez cem anos em março! Falamos do nosso sofrido Vasco e das mazelas de nosso não menos sofrido povo nordestino – ele mesmo um autodidata, que frequentou a escola por menos de um ano, mas que soube superar e aprender nos livros, nos jornais e nas revistas a dominar a Língua para expressar tão bem suas poesias com a voz dos cordéis! Parabéns ao eterno Patativa ('trailler' do documentário "Patativa do Assaré - Ave Poesia" na galeria ao lado)!

E o Rei Roberto completou 50 anos de irregular perfeição com sua voz precisa e suas imortais canções... E seu irmão camarada, de fé e de idade, o bom roqueiro Erasmo Carlos, completou 68 anos neste mês! Difícil saber o que realmente é dele nos pactos de sangue das canções “assinadas em parceria” com Roberto, mas o certo é que o “Tremendão”, mesmo com o visual cansado de guerra, agita bem até hoje, acendendo a 120...150...200 km por hora!

Mas o mês de junho ainda é mesmo dele, do Poeta maior de nossa Música: Francisco Buarque de Holanda – que, no próximo dia 19 completará 65 anos!



Ele é muito mais do que o amante dos olhos de ardósia e conhecedor da alma feminina ("Olhos nos Olhos", "Folhetim") ou a voz das questões político-sociais ("Apesar de Você", "Cálice"): Chico Buarque ainda é o mestre maior do cancionário nacional, o único que se pode realmente chamar de poeta musical, verdadeiro Stanley Kubrick da MPB, com a perfeita decupação em verdadeiros "atos teatrais" (bem visível nos três atos de "O Guri" e "Olê, Olá") nas suas canções!

E, mais do que o versátil compositor e dos flertes com o Cinema e o Teatro ("Ópera do Malandro", "Gota d'Água" e "Roda Viva", canção inesquecivelmente "contracenada" com o MPB-4 no vídeo acima, da época dos grandes festivais), o cada vez mais maduro e profundo escritor ("Budapeste" mostra bem o que digo) vive hoje numa profícua colheita deliciosa e alternada entre um livro e um disco sempre com qualidade!

Meu caro Chico, muito te admiro, meu chapéu te tiro, muito humildemente: a ti, que já amaste de todas as maneiras que há de amar, pelas rodas vivas de tantas obras inesquecíveis, tantas de minhas “canções favoritas” (“Construção”, “Cotidiano”, “O que será”, “Acorda, Amor”, “Homenagem ao Malandro”, “vai Trabalhar, Vagabundo”, "Geni e O Zepelim”, “Samba e Amor”, “Cara a Cara”, “Almanaque”, “Futuros Amantes”, “Com açúcar, com afeto”, “Iracema”, “A Ostra e O Vento”...) e pelas tantas piruetas que ainda hás de dar, bravo, bravo! Agora falando sério: meus parabéns, meu caro amigo!
|

1 comentários:

Maria Maria on 3 de julho de 2009 17:59 disse...

Muito obrigada pela visita e grata ainda pelas dicas.

Eu conheço um pouco de Haikai pela obra de Bashô e Paulo Lemiski. Meus poemas são despretensiosos e livres.

Volte sempre!

Um abraço,

Maria Maria

Amigos & Leitores

 

Google+ Followers

+ voam pra cá

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem linkou

Twingly Blog Search http://osmorcegos.blogspot.com/ Search results for “http://osmorcegos.blogspot.com/”
eXTReMe Tracker
Clicky Web AnalyticsBlogBlogs Join My Community at MyBloglog!Personal Blogs - BlogCatalog Blog Directory

Outras cavernas

luzdeluma st Code is Copyright © 2009 FreshBrown is Designed by Simran