segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Não teve graça nenhuma...

Mais que merecida a "eternização" do Coringa de Ledger... Porém, Cavaleiro das Trevas merecia mais... Valeu, Sérgio, pelos informes do "Plantão Repórter Esso" via celular: deu empate em nossa apostinha!


Vou-me embora pra Pasárgada... Preciso de um refúgio... E não digo isso por causa de alguma inoportuna agitação do carnaval, que, pelo menos aqui em São Luís, anda longe de estar agitado: o que me tem incomodado mesmo é um "retiro" evangélico no ginásio de uma escola aqui perto de casa, com zoada o dia inteiro para um Deus surdo... E eu, sem TV por assinatura no momento, querendo ver o Oscar no lugar da mesmice dos desfiles cariocas pela cobertura frouxa da Globo, que comprou os direitos da cerimônia simplesmente para barrar a concorrência!

Caminho para As Índias!

Até pareceu trama de novela bestificada global: Quem quer ser um Milionário?, co-produção EUA/Inglaterra, com trama passada na Índia sobre um menino pobre que vê sua vida transformada por um programa de televisão (cujo similar no Brasil foi o Show do Milhão) e com produção envolvendo inúmeros artistas indianos, só terá estréia no Brasil em 06 de março – por isso, não dá para tecer maiores considerações pessoais, a não ser pelas já noticiadas comparações feitas, pelas imagens já mostradas, que fotografia, enquadramentos e edição de perseguições lembrariam muito o brasileiro Cidade de Deus... Nada menos que 8 prêmios para este trabalho do talentoso, porém irregular, diretor Danny Boyle (o mesmo de Trainspotting; Extermínio e A Praia; Por uma vida menos ordinária) tiraram um pouco do brilho de O curioso caso de Benjamin Button: tido como o franco-vencedor, a bela e suave fábula do grande David Fincher, injustamente taxada de "arrastada" por muitos em seus 166 minutos de suave edição, que ajudam a contar a sensível estória de um homem que nasce velho e regride em idade até sua morte como um bebê, numa interessante inversão de tempo e maturidade, foi o "segundo vencedor", com 3 prêmios técnicos.

Como sempre, por se tratar de uma premiação muitas vezes injusta, o Oscar acabou esquecendo inúmeros grandes filmes de 2008: o belo Foi apenas um sonho, forte candidato a candidato ao prêmio da Academia, especialmente graças àquela sua cara de "Filme para Oscar" (no que discordo, acho interessante o estilo clássico do cronista Sam Mendes, especialmente neste trabalho) sobre a busca individual pela "felicidade" nas vidas de casais insatisfeitos de um subúrbio de NY da década de 50, com DiCaprio e Kate Winslet, foi um deles... Mas foi outro trabalho de Kate Winslet (cada vez mais bela e melhor como atriz) que acabou arrebatando uma indicação a melhor filme e atriz (na qual saiu ganhadora), O Leitor, deixando de lado também um certo morcego bastante cotado para melhor filme e diretor (apesar das outras 9 indicações)... Tudo bem, Cavaleiro das Trevas foi laureado com 2 prêmios ("terceiro vencedor": mixagem de som e o mais-que-merecido e aguardado prêmio ao genial Coringa de Heath Ledger, falecido no ano passado), mas acabou empatado em premiação com as politicamente corretas estatuetas entregues à temática 'gay' de Milk... Mas O Leitor, além de trazer Winslet, marca pela bela estória, especialmente pelo personagem de um cada vez melhor (e ignorado pela Academia) Ralph Fiennes, amarguradamente apaixonado por uma "vítima" do nazismo (holocausto sempre rende frutos, especialmente com esta sensível estória de "amor à primeira vista")... Sem esquecer, dentre outras coisas, que o belo e realista "docudrama" O Lutador não foi indicado como melhor filme e acabou esquecido pela atuação etérea de Mickey Rourke... Ou que Wall-E só levou melhor longa de animação...

Numa noite em que o Oscar (veja aqui lista completa dos premiados) brincou com a recessão por um inspirado 'showman' (Hugh Jackman, de X-Men Origins: Wolverine), parece que a Academia continua a crescer o olho para longe das fronteiras luxuosas de Hollywood: 'Bollywood' é logo ali!



Já falei por Poesia, por Crônica e até por meio do Cinema (quando comentei o bom Orfeu Negro, co-produção França/Brasil, Oscar de filme estrangeiro em 58) sobre carnaval... Hoje, deixo o poeta maior de nossa Música falar por mim...

Ele sempre soube extrair Poesia desta festa: como esquecer a genialidade de Ela desatinou ou de Quem te viu, quem te vê, belas crônicas poéticas sobre a loucura ou a "perda de memória" que o carnaval traz a tantas pessoas? Por isso, gostoso é falar de carnavais de outros tempos, onde Chico Buarque de Hollanda nos mostrava a possibilidade de amores à primeira vista por trás das máscaras do desconhecido...

- Quem é você?
- Adivinha se gosta de mim
Hoje os dois mascarados procuram os seus namorados perguntando assim:
- Quem é você, diga logo...
- ...que eu quero saber o seu jogo
- ...que eu quero morrer no seu bloco...
- ...que eu quero me arder no seu fogo
(...)
- Eu sou tão menina
- Meu tempo passou
- Eu sou colombina
- Eu sou pierrô
(...)
Deixa a festa acabar, deixa o barco correr, deixa o dia raiar
Que hoje eu sou da maneira que você me quer
O que você pedir eu lhe dou

Mas queria era falar mesmo de Quando o carnaval chegar, Chico, além de compor e interpretar magistralmente quase todas as canções deste musical genialmente improvisado por Cacá Diegues, ainda atua, mesmo que timidamente, ao lado de Maria Bethânia (alma de atriz desde cedo...) e Nara Leão! A "trama" gira em torno de encontros e desencontros de um grupo de artistas mambembes, que se prepara para um espetáculo realizado por empresário picareta. A canção-tema do filme diz respeito a alguém que espera sempre pelo momento certo de fazer algo, quase como a "promessa nunca cumprida" do Brasil como um grande País! Ou de todos nós, que nos "guardamos" para, um dia, "brilharmos" em todo o nosso potencial em nossos sonhos acalentados... Um dos grandes poemas-canções do mestre Buarque – Eu ‘tou só vendo, sabendo, sentindo, escutando e não posso falar/ 'Tou me guardando pra quando o carnaval chegar...
|

1 comentários:

Claudinha ੴ on 27 de fevereiro de 2009 23:24 disse...

caro Dilberto!
Eu não gostei do batman, não gosto destas violências. Já A noite dos mascarados de Chico e seus olhos lindos, me acompanha desde a infância, cantei muito neste carnaval na beira do mar. Estou escrevendo um email, respondendo suas perguntas. Um beijo.

Amigos & Leitores

 

Google+ Followers

+ voam pra cá

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem linkou

Twingly Blog Search http://osmorcegos.blogspot.com/ Search results for “http://osmorcegos.blogspot.com/”
eXTReMe Tracker
Clicky Web AnalyticsBlogBlogs Join My Community at MyBloglog!Personal Blogs - BlogCatalog Blog Directory

Outras cavernas

luzdeluma st Code is Copyright © 2009 FreshBrown is Designed by Simran