terça-feira, 24 de junho de 2008

E Viva São João!


Falo do Maranhão... E porque todo mundo sabe que o Nordeste ferve quando o mês de junho chega, num carnaval diferente, de raízes, cheio de folguedos com origens nos cultos pagãos a santos católicos, tome Bumba-meu-boi, que todo mundo sabe que é lindo, ainda que haja tantos que o confundam com o Boi-Bumbá... E mesmo que haja outros bumbas no Nordeste, posso garantir sem medo de nenhum cascudo que o daqui é o melhor, mais bonito e o mais rico de manifestações e sotaques (caráter da percussão que embala as toadas)! E porque hoje é São João, publico um texto antigo de minha autoria, que simboliza um outro lado do que seria essa noite de sonho num arraial perdido no tempo e no espaço de algum ponto no interior desse meu Nordeste maravilhoso de meu Deus...


Vitória de São João

O Dia desaparecia. Ia com ele a luz do Sol, a claridade se esgueirando com fachos amarelo-avermelhados se escondendo por entre nuvens acinzentadas, formando um lindo contraste – coisas de Crepúsculo...

A Noite não queria vir. Pelo menos era isso que aparentava. Mas a Lua já despontava no meio do nada claro-escuro, com um quê de indecisão – que não se sabia por quê... Finalmente vinham as Estrelas, a despontar como uma centena de faróis, a acender numa espécie de seqüência – claro, numa ordem explicitamente ensaiada!

A Lua – gorda! – ficou envergonhada de sua gigante aparência diante da multidão daquele arraial lá embaixo e puxou para si, com braços de luz, um lençol de Nuvens pretas, a tomar o céu de assalto: veio o Homem da Chuva, deslizando e comandando cada pingo fino, leve, médio e grosso, que vinha em cima da fogueira, do boi e do quentão. Veio a Tempestade. O Raio desceu, várias vezes. Acendeu o escuro, cortou o fundo. Rachou uma árvore. Desceu bem na cabeça de S. Zé – coitado!

A turma da Chuva não queria ir embora e passou a noite toda pensando em São João. Em meio àquela situação, a Lua acabou por discutir com o Sol por trás da cortina de água e o Sol parece ter vencido, coisa que só deu para perceber depois que este surgiu com ar de vitória, tão baixa foi a discussão. E as Nuvens, aos pares, abriram caminho para aquela pompa tão amarela e quente, sobre os restos da animação da brincadeira que, apesar de tudo, nunca se acabou: veio então a Manhã, a trazer de volta o calor do fim da festa, com o Sol a secar o cheiro do mato molhado... Secando a madeira molhada da fogueira...
 

Google+ Followers

+ voam pra cá

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem linkou

Twingly Blog Search http://osmorcegos.blogspot.com/ Search results for “http://osmorcegos.blogspot.com/”
eXTReMe Tracker
Clicky Web AnalyticsBlogBlogs Join My Community at MyBloglog!Personal Blogs - BlogCatalog Blog Directory

Outras cavernas

luzdeluma st Code is Copyright © 2009 FreshBrown is Designed by Simran