quinta-feira, 30 de setembro de 2010

'Yaba daba doooo'!!!


'Post' carinhosamente dedicado a Isabela,
pelo mês das crianças
e pelos muitos bons desenhos animados
que veremos juntos...


Uma família precursora - Desde o tempo da pedra lascada que convidados ilustres são homenageados em 'sitcoms' norte-americanas, e com o desenho de maior prestígio na década de 60 não seria diferente: na sexta temporada (1965/66) de Os Flintstones, assim como outras personalidades do Cinema (Cary Grant como Cary Granito e Ann-Margret como Ann-Margrock, citando apenas dois exemplos), o astro de então,Tony Curtis, emprestou sua voz e seu rosto de galã para um episódio em que arrancava ciúmes de Fred como "Stony Curtis", lacaio por um dia de Wilma. E, junto ao aniversário de 50 anos dos Flintstones, Tony morreu, aos 85 anos, deixando clássicos absolutos como Quanto mais quente melhor e Spartacus: a ele também este 'post' é dedicado...


Muito antes do sarcasmo de Os Simpsons, outro desenho animado inovador sobre a classe média estadunidense se tornava um dos pioneiros em usar o horário nobre da TV norte-americana com até então inéditos episódios de animação de meia hora: Os Flintstones, genial criação dos mestres William Hanna e Joseph Barbera (animadores calejados dos anos 40, com Tom e Jerry no invejável currículo dos tempos da MGM, por exemplo), completa 50 anos de inteligentes ironias sobre o 'american way of life' passadas na "Era da Pedra Lascada" (impagáveis aquelas tiradas dos dinossauros sendo "explorados" pelos humanos como as "modernas tecnologias" de então - análogas às máquinas dos anos 60 - e reclamando para o telespectador!)...

De 30 de setembro de 1960 até abril de 1966, foram ao ar as primeiras (e melhores) temporadas dos Flintstones, seguidas por variações mais infantilóides nas décadas de 70 (como as séries Bambam e Pedrita, com os famosos filhos já adolescentes, e aquelas cheias de chatos coadjuvantes, como uma inusitada família Monstro como vizinha) e 80 (Flintstones nos anos dourados) - sem mencionar o mais que bobinho filme produzido por Spielberg, de 94! A despeito de quem visse ali apenas uma reciclagem de antigas séries televisivas, uma mistura entre The Honeymooners e os desenhos The Stone Age Cartoons, dos irmãos Fleischer, foram Os Flintstones que se popularizaram mundialmente como um dos mais interessantes e rentáveis desenhos animados da História - tanto que transformaram em fenômeno as precárias animações dos então iniciantes estúdios Hanna-Barbera (onde se repetiam à exaustão cenários de fundo e se reaproveitavam inúmeros gestos e expressões, tal como se dava também com outros clássicos personagens, como Dom Pixote, Zé Colméia, Manda-Chuva e Os Jetsons).

E, tal qual a dupla Laurel e Hardy, O Gordo e O Magro, Fred Flintstone e Barney Rubble foram, sem dúvida, a maior dupla cômica da animação televisiva: fosse enrolando Wilma e Betty para jogar o campeonato estadual de boliche ou para ir a uma reunião honorária do Clube dos Búfalos, fosse entrando em homéricos conflitos de vizinhança pelos motivos mais banais, Fred e Barney viraram ícones do humor de uma geração que cresceu vendo bons desenhos - da qual participei, na rabeira das reprises dos anos 80 em programas como Balão Mágico e TV Criança!

Entretanto, nem tudo sempre foram flores em Bedrock: Fred e Barney já apareceram fazendo comercial para a marca de cigarros Winston, uma das patrocinadoras iniciais do programa! Num momento de vadiagem, os dois machistas: largam as mulheres pegando no pesado e vão dar umas boas tragadas no quintal... Indiscutivelmente, bons e politicamente incorretos tempos que não voltam mais...

|

21 comentários:

Érica on 30 de setembro de 2010 12:46 disse...

Muito bom os flintstones, minha infância inteira assistindo eles. E os Os Jetsons? Lembra? Era a mesma coisa dos flintstones só que no futuro. Confesso (sem vergonha) que eu adorava, inclusive mais.Eles eram os futuramas de hoje, mostrando um futuro folclórico com carros voadores, cidades suspensas... Enfim, voltando aos flintstones, inicialmente a intenção era que fosse direcionada ao público adulto, chegaram até a usar as personagens em propagandas de marca de cigarro. Foi na época de pedrita que o público alvo mudou, e eu adoro essa época de pedrita e bambam.

Nostalgia.

Beijos

Érica on 30 de setembro de 2010 13:36 disse...

E o Google não poderia passar essa data sem comemorar.

Dilberto L. Rosa on 30 de setembro de 2010 17:02 disse...

A temática inicial, sem dúvida, era adulta, cara Érica: mas as camas de casal eram separadas... Boa e pura moral norte-americana! E, sim, lembrei-me do aniversário graças ao Google!

Ruby on 30 de setembro de 2010 17:33 disse...

Quando criança adoraca desenho, mas nunca gostei dos Flintstones, mas amava Tom e Jerry, confesso que os desenhos de hoje são horríveis e não se comparam aos da nossa infância.

Digitei errado (incompleto) aliás, detesto digitar, mas é preciso.
Queria dizer que tentei achar seu e-mail mas não vi, quero mandar um e-mail pra você.

Ruby on 30 de setembro de 2010 17:34 disse...

*adorava =)

Lulu on 30 de setembro de 2010 22:36 disse...

Adoravaaaaaaaaaaaaaaaaaaa o desenho. Vc viu a homenagem do Google q legal?
Big Beijos

Игорь on 30 de setembro de 2010 23:01 disse...

Boa Dilberto !

Propaganda de cigarro ...hahahahahah

Alguém se lembra dos Muzzarelas ? A versão romana da familia americana ?

abraços :)

Jota Effe Esse on 1 de outubro de 2010 07:17 disse...

Geniais, sem dúvida. Pena que eu não seja nem um pouco dado a ver desenhos animados. Meu abraço.

Luci on 1 de outubro de 2010 15:27 disse...

eu gosto do dino!
bjs

Miri on 1 de outubro de 2010 22:02 disse...

Os desenhos eram bons! Gostei da homenagem do Google.

Um beijo.

Jandira Helena disse...

Adorava os desenhos de todas as famílias: Flinstones, Jetsons e Muzzarelas... Tempo bom que não volta mais... Muito merecida a homenagem nas sempre envolventes palavras tuas,meu Bem! Esse comercial de cigarros mais que politicamente incorreto,não deixa de ser engraçado rsrsrs.

Jonas R. Sanches on 3 de outubro de 2010 22:32 disse...

Vi esse post e me deu uma saudade dos tempos de infância, como eu adorava assistir os flinstons, parabéns pelo post e por todo seu trabalho, muito bom!!

Batom e poesias on 4 de outubro de 2010 10:30 disse...

Eu sempre gostei do Barney... rss
A Pedrita era tudo de bom.

Passei para deixar um beijinho.
Rossana

Magui on 5 de outubro de 2010 12:31 disse...

Concordo com vc.Eu gostava muito do desenho mas acho que, ultimamente ,perdeu a arrancada.Qt a Tony Courtis é uma pena que mais um dos grandes astros do passado se vai.Entre os filmes dele eu gosto dos 3 que fez com Burt Lancaster , por ex.Trapézio.Eu tenho a fita aqui em casa, um trio formado com Gina Lollobrigida.Os três estão no alge.

Du on 5 de outubro de 2010 13:59 disse...

Adoro desenhos animados até hoje, assisto sempre que posso e repetidas vezes, só o "Tarzan, o filme" assisti 3 vezes no cinema, a trilha sonora é ótima e eu choro sempre com aquela história! #aloka Nem sei te dizer quais são meus favoritos, mas com certeza Os Flintstones estão entre eles!
E achei engraçado você ver só metade do meu rosto lá no blog e me achar parecida com a Drew, porque na verdade, já ouvi iso muitas vezes na minha vida "real" ehehe

Beijos, adorei teu comentário lá!

Jandira Rosa disse...

Nossa Iabela agradece a dedicatória de um post tão lindo: com certeza, vocês verão ainda muitos filmes e animações juntos! E acho que o ótimo Tony Curtis também agradece a homenagem póstuma: post ampliado e melhoradoainda mais! Beijão!

Mary on 5 de outubro de 2010 17:21 disse...

"Yaba daba doo" Que saudades!!!
Bjs

Marcelo on 5 de outubro de 2010 17:39 disse...

Um post bacana, um cigarro com nome de presidente e uma música yabadabadooooooooooooooooo com a maior cara da infancia que eu tive....

abs

Diários do Papai on 5 de outubro de 2010 19:16 disse...

Sempre fui fã do Tony Curtis, uma pena sua morte: inesquecível sua Josephine na melhor comédia da história, Quanto mais quente melhor! Boa e atual esta "postagem infantil", mas Flintstones e boas animações não têm idade!

Adriana Alencar on 13 de outubro de 2010 02:56 disse...

Puxa, não sabia que os Flinstones eram assim tão antigos! Como você diz, era um desenho muito educativo, mas nada dura para sempre, inclusive as razões incentivadoras da moral do desenho!
Abç
Adri

Marco on 25 de outubro de 2010 15:37 disse...

Rapaz! Eu via os desenhos dos Flintstones nos anos 60. Passavam por aqui na Tupi, aos domingos, antes de Disneylandia. Mas eu nunca vi esse comercial! Caraco! Desenho com patrocínio de cigarro!!!! eram outros tempos mesmo...
Valeu por este furo de reportagem para mim, primo.
Carpe diem.

Amigos & Leitores

 

Google+ Followers

+ voam pra cá

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem linkou

Twingly Blog Search http://osmorcegos.blogspot.com/ Search results for “http://osmorcegos.blogspot.com/”
eXTReMe Tracker
Clicky Web AnalyticsBlogBlogs Join My Community at MyBloglog!Personal Blogs - BlogCatalog Blog Directory

Outras cavernas

luzdeluma st Code is Copyright © 2009 FreshBrown is Designed by Simran